segunda-feira, 12 de setembro de 2011

Inscrições para o 5º Prêmio Professores do Brasil estão no fim

Educadores de todo o país poderão se inscrever até
15 de setembro, pela internet 

São Paulo, 9 de setembro de 2011 - “Toda arte de ensinar é apenas a arte de despertar a curiosidade nas mentes jovens, com o propósito de serem satisfeitas mais tarde”. A frase do poeta e romancista francês Jacques Anatole é totalmente adequada ao espírito do Prêmio Professores do Brasil, que está em sua quinta edição. O concurso consiste na seleção e premiação das melhores experiências pedagógicas desenvolvidas ou em desenvolvimento por professores das escolas públicas, em todas as etapas da educação básica e que, comprovadamente, tenham sido ou estejam sendo exitosas no enfrentamento de situações-problema. A iniciativa do Ministério da Educação (MEC) busca reconhecer e valorizar os educadores brasileiros e conta com a parceria da Fundação SM, Intel, Instituto Votorantim e Abrelivros (Associação Brasileira de Editores de Livros Escolares), além do apoio do Conselho Nacional de Secretários de Educação (Consed), da União Nacional dos Dirigentes Municipais de Educação (Undime), da Organização das Nações Unidas para a Educação, a Ciência e a Cultura (UNESCO) e da Organização dos Estados Ibero-Americanos (OEI).

As inscrições estão abertas até 15 de setembro. A ficha de inscrição, o regulamento e demais informações sobre a premiação estão disponíveis no site www.premioprofessoresdobrasil.mec.gov.br. Serão premiados 40 professores de todas as etapas da educação básica: educação infantil, ensino fundamental 1 (do 1º ao 5º ano), ensino fundamental 2 (do 6º ao 9º ano) e ensino médio. Os vencedores receberão uma premiação no valor de R$ 5 mil, além de diploma e troféu.

Todos os trabalhos inscritos serão recebidos pelo Instituto Federal de Pelotas, responsável pela análise dos documentos, conforme o regulamento do Prêmio. Já a avaliação dos trabalhos será feita por uma comissão de educadores e especialistas convidados pelo Ministério da Educação.

A solenidade de entrega do prêmio acontece em Brasília no final do ano, com a presença dos vencedores, que têm todos os custos de viagem pagos pela premiação. Além da cerimônia de entrega dos troféus, os educadores participarão do Seminário Prêmio Professores do Brasil, que possibilita a troca de experiências entre os educadores de escolas públicas de diversas regiões do Brasil. 

O prêmio tem o poder de ampliar a visão do professorado, aumentar a auto-estima e o reconhecimento social da profissão. Para a Intel, parceira do MEC nesta premiação, é importante destacar trabalhos de excelência de professores de todo o Brasil. “Os premiados acabam servindo de incentivo e modelo para
os outros professores, não só na sua comunidade, mas também em outros estados”, destaca Rubem Saldanha, gerente de educação da Intel do Brasil.

Para o Instituto Votorantim, a percepção não é diferente. O papel do educador é fundamental para o futuro dos jovens brasileiros”, afirma Rafael Gioielli, gerente de pesquisa e desenvolvimento do Instituto Votorantim. “Por meio dos projetos, seus diferenciais e resultados, vemos que é possível oferecer um ensino de qualidade para que o jovem construa seu projeto de vida, trazendo benefícios para si, e para sua ação como agente de transformação social”, completa.
Beatriz Grellet, gerente executiva da Abrelivros, acredita que o Prêmio Professores do Brasil é uma iniciativa que merece todo o apoio, pois valoriza o trabalho do professor em sala de aula, premiando iniciativas que promovem a melhoria da educação a partir da própria experiência do educador. É com o mesmo pensamento que a Fundação SM também incentiva o Prêmio. Rosângela Rossi, executiva da Fundação SM, ressalta que “somente com uma educação de qualidade será possível alcançar as mudanças que o nosso país tanto necessita”.
Completam ainda a rede de apoiadores o Conselho Nacional de Secretários de Educação (Consed), União Nacional dos Dirigentes Municipais de Educação (Undime), a Organização das Nações Unidas para a Educação, a Ciência e a Cultura (Unesco) e a Organização dos Estados Ibero-Americanos (OEI).

Nenhum comentário:

Postar um comentário