terça-feira, 10 de janeiro de 2012

Mais dezenove Escolas Estaduais passam a oferecer o Ensino Médio Inovador

Dezenove novas Escolas Estaduais passam a oferecer o Ensino Médio Inovador aos seus estudantes. Com a ampliação, o número de Escolas Estaduais com o Ensino Médio Inovador passa para 30 e com presença nas diversas regiões do Rio Grande do Norte.


Encontro para repasse das propostas curriculares do programa para as novas as novas 19 escolas aconteceu na segunda-feira (09) no Auditório “Angélica Moura” da SEEC. O programa tem como uma de suas referências a prática pedagógica levando em consideração um currículo dinâmico e flexível.

Participaram do Encontro os gestores e coordenadores pedagógicos das 19 novas Escolas, e técnicos das 16 Direds (Diretorias Regionais de Educação) que jurisdicionam as unidades de ensino.


"O Ensino Médio enseja grandes possibilidades de aprendizagem para o aluno e também para o professor. Precisamos de uma Escola mais sintonizada na vida real, no contexto do alunado. Uma Escola inovadora que trabalhe Ciências e as novas tecnologias”, afirma a secretária estadual de educação, professora Betania Ramalho.

As novas Escolas Estaduais com Ensino Médio Inovador serão: Escola União do Povo da Cidade Nova (Natal), Escola Ana Júlia de Carvalho Mousinho (Natal), Escola Professor Francisco Ivo Cavalcanti (Natal), Escola Dom Nivaldo Monte (Parnamirim), Escola João Tibúrcio (Goianinha), Escola Francisco Barbosa (São José do Mipibu), Escola Rosa Pignataro (Nova Cruz), Escola Maurício Freire (São João do Potengi), e Escola Interventor Ubaldo Bezerra de Melo (Ceará Mirim).

Também passam a oferecer o Ensino Médio Inovador: Escola Professor Francisco de Assis D. Ribeiro (Santa Cruz), Escola Francisco Veras (Angicos), Escola Aristófanes Fernandes (Santana do Matos), Escola Teônia Amaral (Florânia), Escola Professora Calpúrnia Caldas Amorim (Caicó), Escola Juscelino Kubitschek (Assú), Escola Professor Antonio Dantas (Apodi), Escola 11 de Agosto (Umarizal), Escola Gilney de Souza (São Miguel) e Escola Doutor José Fernandes de Melo (Pau dos Ferros).

Já integram a rede do Ensino Médio Inovador: Escola Professor Anísio Teixeira (Natal), Escola Antonio Pinto (Natal), Escola Pedro II (Lajes), Escola Tristão de Barros (Currais Novos), Escola Desembargador Silvério Soares (Areia Branca), Escola Manoel João (Mossoró), Escola Aída Ramalho (Mossoró), Escola Moreira Dias (Mossoró), Escola Maria Stella Pinheiro Costa (Mossoró), Escola Hermógenes Nogueira da Costa (Mossoró) e Escola Governador Dix Sept Rosado (Mossoró).

Escola Empreendedora e Aluno Protagonista

O Ensino Médio Inovador valoriza a capacidade empreendedora das escolas e coloca o aluno como protagonista efetivo do processo educacional. O programa da Secretaria de Educação, desenvolvido pela subcoordenadoria de Ensino Médio, foi implantado no Rio Grande do Norte no ano de 2010 em onze escolas da rede estadual.

As escolas que aderem ao programa passam a oferecer uma carga horária de 1.200 horas/ano, 200 a mais que no Ensino Médio convencional (regular). Nos três anos, os alunos do Ensino Médio Inovador têm 3.600 horas/aula. No programa, os professores envolvidos têm uma carga hora com 10 horas a mais por semana – 05 horas atuando diretamente com
os alunos, e 05 utilizando em planejamento.

O programa conta com recursos do Ministério da Educação com contrapartida do Governo do Estado através da cessão e remuneração dos professores.

Gincana do “Anísio Teixeira” é um dos exemplos

A Gincana Cultural da Escola Estadual Anísio Teixeira, que mobiliza estudantes numa competição que envolve conhecimentos científicos e culturais, e gera importante ação de natureza social com a doação de alimentos não perecíveis a instituições de caridade, é um dos muitos exemplos de atividades que fazem parte do contexto do Ensino Médio Inovador.

A Gincana aconteceu em setembro de 2011 movimentando cerca de 1.200 estudantes e envolvendo professores, pais de alunos e pessoas da comunidade.

Nenhum comentário:

Postar um comentário