quarta-feira, 15 de fevereiro de 2012

Alemanha inaugura Centro de Ciência e Inovação em São Paulo

O ministro da Ciência, Tecnologia e Inovação, Marco Antonio Raupp, e o ministro das Relações Exteriores da Alemanha, Guido Westerwelle, inauguraram nesta terça-feira (14) em São Paulo, o Centro Alemão de Ciência e Inovação (DWIH, na sigla alemã).

O evento teve a presença dos presidentes do CNPq, Glaucius Oliva, do Serviço Alemão de Intercâmbio Acadêmico (Daad), Margret Wintermantel, da Fundação Alexander von Humboldt (AvH), Helmut Schwarz, e do diretor de Relações Internacionais da Capes, Marcio de Castro Silva Filho.

A solenidade marca o início das atividades do DWIH, no qual estão instaladas instituições ligadas ao ensino superior e à pesquisa na Alemanha, como o Daad, a Fundação Alemã de Pesquisa Científica (DFG), a Universidade Livre de Berlim (FU Berlin) e a Universidade Técnica de Munique (TUM). Nos próximos meses, também estarão estabelecidas no DWIH a Aliança de Universidades da Região Metropolitana do Ruhr (UAMR), a Fundação Alexander von Humboldt, a Universidade de Münster (WWU) e o consórcio de universidades de ciências aplicadas UAS7.

Os centros alemães de ciência e inovação são uma iniciativa dos ministérios das Relações Exteriores e de Educação e Pesquisa da Alemanha e fazem parte da política de internacionalização dos dois ministérios.

Parceria - A cooperação entre Brasil e Alemanha na área de ciência e tecnologia ganhou novo impulso no final de 2011 com a confirmação da participação alemã no programa Ciência Sem Fronteiras (CsF). O programa tem como objetivo aumentar a presença de estudantes brasileiros em universidades de outros países por meio de parcerias estratégicas. Para a Alemanha, a previsão é que 10 mil novos alunos brasileiros de graduação e pós-graduação tenham a oportunidade de complementar a formação em alguma instituição de ensino alemã.

O programa, que prioriza áreas como engenharia, tecnologia e biodiversidade, já enviou o primeiro grupo de estudantes para a Alemanha. No início deste mês, 27 deles de várias cidades chegaram ao país. Com o objetivo de ampliar essas parcerias nas áreas técnicas, foi inaugurado o DWIH . O centro funcionará como espaço de troca de experiências e elaboração de estratégias conjuntas na área de incentivo à pesquisa.
Fonte: Jornal Correio Brasiliense

Nenhum comentário:

Postar um comentário