quinta-feira, 23 de fevereiro de 2012

CNPq oferece até R$ 600 mil em bolsas de pesquisa

A versão 2012 do Prêmio Jovem Cientista, iniciativa do Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq), da Fundação Roberto Marinho (FRM) e das empresas Gerdau e GE, vai laurear projetos de inovação tecnológica em esportes. A escolha do tema foi feita em função dos eventos esportivos que o Brasil vai sediar nos próximos anos - a Copa, em 2014, e as Olimpíadas, em 2016. Considerado um dos mais importantes reconhecimentos a cientistas brasileiros, o Jovem Cientista foi criado em 1981 para estimular novos talentos na ciência, investindo em estudantes e pesquisadores que busquem soluções para desafios brasileiros.

Em 2011, a vencedora na modalidade Ensino Médio foi uma aluna da Escola Técnica Estadual (Etec) Conselheiro Antônio Prado, de Campinas, Erica Bortolotti. Ela desenvolveu uma embalagem ecológica para mudas aproveitando resíduos de biomassa, como bagaço de cana.

Para Etecs e Fatecs interessadas, os projetos devem ser desenvolvidos ao longo do primeiro semestre com a supervisão de professores. A FRM disponibiliza um kit pedagógico que orienta a produção de trabalhos, as atividades e também dá dicas para o ensino de ciência e método de pesquisa. Ao todo, são R$ 600 mil em prêmios, inclusive bolsas de pesquisa, nas categorias ensino médio (que inclui também o ensino técnico), ensino superior, graduados e mérito escolar, destinado à instituição que se destacar com o maior número de trabalhos de relevo inscritos.
Fonte: DCI

Nenhum comentário:

Postar um comentário