Pular para o conteúdo principal

Fundação Abrinq abre inscrições para o 19º Prêmio Criança

Instituição convida organizações sociais e empresas a inscrevem seus projetos sociais voltados à primeira infância para concorrer à premiação bienal
 
A partir de hoje (1º de fevereiro) já estarão abertas as inscrições para o Prêmio Criança 2012. Nesta 19ª edição, além de reconhecer iniciativas de empresas e organizações sociais, o prêmio realizará homenagens aos profissionais que tenham se destacado em ações voltadas às crianças pequenas.
Podem se inscrever organizações sociais e empresas que desenvolvam iniciativas inovadoras para crianças de 0 a 6 anos, gestantes e parturientes, uma novidade é que o projeto precisa ter o foco de atuação nas áreas de Educação (educação infantil), Saúde (mortalidade infantil, mortalidade na infância e mortalidade materna) ou Proteção.
As inscrições poderão ser feitas pela Internet no período de 1º de fevereiro a 23 de março de 2012 diretamente no site da Fundação Abrinq, no link www.fundabrinq.org.br/premiocrianca.

Listamos algumas recomendações para que o projeto seja inscrito com sucesso:
1. Antes de inscrever sua iniciativa, leia o manual de inscrições e fique atento aos critérios de participação.
2. Não ultrapasse 20 minutos em cada página, pois ao atingir este tempo, elas expiram, e os dados poderão ser perdidos, sendo necessário preencher novamente.
3. Encaminhe pelo correio os documentos descritos no manual de inscrições no prazo correto, sem eles, não será possível continuar no processo.
Dúvidas podem ser esclarecidas pelo e-mail: premiocrianca@fundabrinq.org.br e/ou pelo telefone (11) 3848-4881
 
Histórico do Prêmio
Instituído em 1989, o Prêmio Criança foi como uma das primeiras ações da ainda Diretoria de Defesa dos Direitos da Criança, núcleo da futura Fundação Abrinq, que funcionava dentro da Associação Brasileira dos Fabricantes de Brinquedos. Ele tem o objetivo de identificar e reconhecer iniciativas da sociedade civil (empresas e organizações sociais) na implementação de ações voltadas à melhoria da qualidade de vida e defesa de direitos das crianças.

A partir de 2000, foi iniciada uma discussão em relação aos objetivos do Prêmio, que resultou em sua ampliação em 2002. Ao identificar na sociedade civil idéias, saberes e metodologias, a Fundação Abrinq, para além desse reconhecimento, colocou-se o desafio de sistematizar e disseminar as iniciativas vencedoras, com vistas a ampliar o impacto das ações. Este novo escopo do programa requereu mais tempo para sua operacionalização e a premiação, que era anual, tornou-se bienal.
Desde 2002, o Prêmio Criança passou a focar o trabalho desenvolvido junto a crianças comunidade entre 0 e 6 anos - fase decisiva para o desenvolvimento do ser humano, quando cuidados e estímulos adequados podem fazer toda a diferença.

Em 2008, a equipe do prêmio, auxiliada por especialistas, elaborou um conjunto de Princípios Norteadores Empresariais e Princípios Norteadores Organizacionais, focados em ações com a primeira infância, gestantes ou parturientes. O prêmio passou a ser anual, premiando quatro iniciativas (organizações sociais e empresariais) e também incluiu uma categoria de homenagem.

Em 2010, ano de comemoração dos 20 anos da Fundação Abrinq, o Prêmio Criança ganhou um formato diferente, homenageando aqueles que ao longo dos anos tiveram uma participação especial. Foram homenageados nas categorias: Empresa, Organização Social, Município, Comunicação, Doador e Voluntário. A partir deste evento, o prêmio voltou a ser bienal, aprimorando suas ações.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

UFRN: Professora Selma Jerônimo recebe prêmio da Universidade de Iowa nos Estados Unidos

Trabalho de pesquisas desenvolvido pela professora Selma Jerônimo, da  Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN) na área de saúde pública, foi contemplado com o prêmio internacional Impact Award, concedido pela Universidade de Iowa, dos Estados Unidos. O prêmio é destinado à profissionais ou às instituições que colaboram com a Universidade de Iowa na construção de conhecimentos voltados para programas sociais que melhorem a vida das pessoas. Professora Selma Jerônimo A pesquisadora Selma Jerônimo, diretora do Instituto de Medicina Tropical da UFRN, é parceira da Universidade de Iowa desde o ano de 1996. Ela lembra a importância que está tendo o conhecimento gerado no próprio Instituto, na Escola Maternidade Januário Cicco, no Centro de Biologia da UFRN e no Departamento de Infectologia do Hospital Gizelda Trigueiro, para melhorar a vida das pessoas no Rio Grande do Norte. “A contribuição diária do IMT, MJEC, CB e do Departamento de Infectologia do HGT quebra o cic

Moacir de Lucena: o semeador de escolas

Moacir de Lucena e família em solenidade da UFRN (outubro de 2003) Matéria publicada na edição de novembro da Revista Foco English version Professor, tipógrafo, juiz, advogado, músico, jornaleiro, poeta, normalista, chefe escoteiro, esportista, animador cultural, educador itinerante.  Em sua trajetória de 100 anos de vida pelo Rio Grande do Norte, o oestano filho de Martins, Moacir de Lucena, procurou ser, acima de tudo, um servidor na luta pelo progresso social das pessoas. Desde cedo entendeu que esse progresso social só chegaria pela via da Educação.  Neste campo, de forma inovadora criou um método próprio de alfabetização com resultados concretos junto aos estudantes. Método que depois foi empregado com estardalhaço por Paulo Freire. Mas, Moacir de Lucena chegou antes, sem estardalhaço, sem propaganda, mas com a luminosidade das coisas feitas e da transformação extraordinária do analfabeto em alfabetizado. Entre as tentativas de definir Moacir de Lucena, seu filho L

7º SEL: UFRN prepara grande evento de Educação e Leitura para novembro

Reunião com a reitora sobre o 7º  SEL Matéria atualizada às 12h30 desta quinta-feira (2) Estão adiantados os preparativos para o 7º Seminário Educação e Leitura da Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN), um dos maiores eventos no gênero no país. O 7º Seminário Educação e Leitura (SEL) acontece de 11 a 14 de novembro no Centro de Convenções do Praiamar Natal Hotel, em Ponta Negra, e deverá reunir mais de 1.000 participantes de todas as regiões do Rio Grande do Norte e de várias partes do Brasil. Em reunião ocorrida na manhã desta quinta-feira (2) a reitora da UFRN, Ângela Paiva garantiu total apoio ao evento. Participaram da reunião no gabinete da reitoria, a professora Marly Amarilha, a diretora do Centro de Educação da UFRN, Márcia Gurgel, e a professora Ângela Naschold, da equipe de organização do Seminário. As inscrições estão abertas a partir desta quarta-feira (01) para ouvintes e para apresentação de trabalho ou oferta de minicurso.  Equipe do Se