terça-feira, 10 de abril de 2012

Governo do Estado quer mais estudantes potiguares em universidades americanas

Governo do Rio Grande do Norte manifesta em Washington, nesta segunda-feira (09), interesse em promover intercâmbio de jovens para estudarem em universidades americanas, através do Programa Ciência sem Fronteiras do Governo Federal.

A manifestação ocorreu logo após a secretária de Estado Hillary Clinton afirmar que o Governo Barack Obama quer mandar 100 mil americanos para estudarem no Brasil e outros países e receber quantidade semelhante de alunos estrangeiros nas universidades americanas.

Presente na ocasião, o secretário estadual de Desenvolvimento Econômico, Benito Gama, externou o interesse do Rio Grande do Norte de participar efetivamente desse programa.


Betania recebe representante do Departamento de Estado

O esforço pela parceria começou a ser desenvolvido em visita que a representante especial do Departamento de Estado dos EUA, Reta Jo Lewis, fez a secretária estadual de Educação do Rio Grande do Norte, professora Betania Ramalho, no dia 25 de janeiro deste ano na sede da SEEC.

Na oportunidade a representante do Departamento de Estado dos EUA propôs parceria nos campos do Intercâmbio de jovens estudantes e da Educação Técnica e Profissional.

Naquela ocasião, a secretária Betania Ramalho disse que o mais importante no Rio Grande do Norte e também no Brasil é fortalecer as populações menos assistidas com políticas públicas que garantam serviços públicos de qualidade e Educação de qualidade. Informou também que a SEEC pretende lançar um Edital visando a possibilidade de um intercâmbio entre alunos e professores, brasileiros e americanos, para um comprometimento de formação continuada. “Temos também muito interesse na cooperação na área da Educação Técnica e Profissionalizante. Nosso desafio é assistir bem a todos”, acrescentou Betania Ramalho.

Reta Jo Lewis concordou com a secretária da Educação do Rio Grande do Norte sobre a importância do acesso a uma Educação de qualidade para todos. “Temos experiências em alguns estados dos Estados Unidos nesse sentido que podemos compartilhar”, afirmou.

Os EUA já receberam, em 2012, 700 estudantes brasileiros e o Departamento de Estado Americano vem trabalhando na área de ensino superior para expandir a parceria que chegou a 42 estados americanos. O RN quer estimular a participação dos universitários potiguares e para isso deverá apoiar as universidades do Estado.

Nenhum comentário:

Postar um comentário