segunda-feira, 2 de abril de 2012

Rosalba Ciarlini garante total apoio as comemorações dos 50 anos do Método Paulo Freire em Angicos

Governadora recebe a visita do diretor do Instituto Paulo Freire de Los Angeles, professor Carlos Alberto Torres, para tratar das comemorações dos 50 anos de implantação do Método Paulo Freire no município de Angicos.

A conversa, ocorrida na residência oficial da governadora na manhã deste sábado (31), contou também com a presença da secretária estadual da Educação, professora Betania Ramalho, e tratou também do fortalecimento da Educação Pública.

No dia anterior, sexta-feira (30), a secretária Betania Ramalho e o professor Carlos Alberto Torres estiveram visitando o município de Angicos. Na oportunidade, estiveram na Escola “José Rufino” que está completando 100 anos de existência, e conversaram com 04 ex-alunos alfabetizados, na época, pelo Método Paulo Freire.


“Precisamos celebrar um passado que pode ser importante para o futuro. Fiquei impressionado em ver os ex-alunos de 50 anos atrás, e as marcas positivas de um passado que pode muito bem ser reconstruído para que possamos reinventar um futuro de uma Educação Pública forte e de qualidade”, disse o professor Carlos Alberto Torres.  

A governadora Rosalba Ciarlini garantiu total empenho do Governo do Estado para a efetivação de uma programação comemorativa à altura do educador Paulo Freire.

“Há 50 anos, durante o governo Aluízio Alves, a cidade de Angicos foi um modelo para o mundo com a implantação do Método Paulo Freire de Educação Popular. No mês de setembro do próximo ano chegamos aos 50 anos da implantação do método em Angicos, e é o momento de passarmos para as novas gerações, através de um grande encontro, a importância de data tão significativa para a Educação Pública de qualidade. Quem não olhar para o passado, não tirar dele lições, não escreve o futuro”, destacou a governadora Rosalba Ciarlini.

Para a secretária Betania Ramalho, o momento em que se revisita o município de Angicos e se mantém contato com pessoas do povo que vivenciaram e foram alfabetizadas pelo Método Paulo Freire também deve servir para se redobrar os esforços na busca de uma Educação Pública de excelência, com cada um cumprindo o seu papel – governo, sociedade, educadores, e famílias.

“Nosso desejo é passar de uma Escola Pública onerosa de baixa qualidade para a Escola Pública de excelência. O projeto do Governo busca o equilíbrio da qualidade pedagógica com a valorização do professor. A Educação Pública é um patrimônio nosso, de toda a sociedade. Nessa responsabilidade de todos, a família jamais deve ficar distante do processo educacional. Precisamos das famílias, dos pais acompanhado o processo do ensino nas Escolas Públicas”, completou a secretária estadual da Educação.

Carlos Alberto Torres

Carlos Alberto Torres, natural da Argentina, leciona na Universidade de Los Angeles (UCLA), é professor de Ciências Sociais e Educação Comparada. É diretor do Centro Latino-Americano, sociólogo político da Educação, PHD em Desenvolvimento Internacional da Educação pela Universidade de Stanford– Estados Unidos, detentor de curso de Pós-doutorado em Fundamentos Educacionais na Universidade de Alberta – Canadá.

É diretor fundador do Instituto Paulo Freire de Los Angeles (desde 2002), diretor fundador do Instituto Paulo Freire da Argentina (desde 2003), e diretor fundador do Instituto Paulo Freire de São Paulo (desde 1993).

Considerado um dos maiores especialistas nos estudos de Paulo Freire no mundo, Carlos Alberto Torres escreveu seu primeiro livro sobre ele no ano de 1975. Começou a se comunicar através de cartas com Paulo Freire em 1976. No início dos anos 80 passou a trabalhar com Paulo Freire, em São Paulo e no exterior.

“Paulo Freire sempre foi um grande amigo do diálogo. Ele sempre defendeu que não se pode separar Educação Popular de Cultura Popular. Ele vai ser homenageado como patrono da Educação Brasileira, e isso é merecido”, lembra Carlos Alberto Torres.

Nenhum comentário:

Postar um comentário