segunda-feira, 16 de julho de 2012


Alimentação de qualidade com preço de 30 centavos no Café do Trabalhador

Alimentação de qualidade e balanceada no Café da Manhã 

No país em que desperdício do dinheiro público é visto com naturalidade, em uma simples passagem pela Central do Trabalhador, na Cidade da Esperança em Natal, no início da manhã, se vê um quadro diferente e animador.


O Café do Trabalhador, programa desenvolvido pela Secretaria Estadual do Trabalho e da Assistência Social, oferece a alimentação do Café da Manhã a centenas de trabalhadores de baixa renda da capital.

Os trabalhadores pagam apenas trinta centavos (R$ 0,30) pelo Café da Manhã e recebem uma alimentação balanceada com cardápio variado contando com café, pão, leite, bolacha, frutas e produtos da terra. O restante do valor do Café é subsidiado pela Secretaria Estadual do Trabalho, da Habitação e da Assistência Social (Sethas).

Diariamente são servidos 900 cafés em seis centrais do trabalhador no Rio Grande do Norte. 300 cafés na Central do Trabalhador de Natal (Cidade da Esperança), 100 na de João Câmara, 100 na de Mossoró, 100 na de Ceará Mirim, 200 na de Assu, e 100 na de Angicos.

O custo dessa ação com importantes desdobramentos na vida dos trabalhadores não é alto. A Sethas gasta com o subsídio (complemento do valor do Café) a quantia de R$ 53 mil por mês.

Não é surpresa que existam vários pedidos para que o Programa seja ampliado, tanto nas cidades onde já existe, como para outros municípios.

Nenhum comentário:

Postar um comentário