quarta-feira, 8 de agosto de 2012

Artesãos potiguares terão estande na 1ª Conferência Nacional do Trabalho e Emprego Decente

Luiz Eduardo Carneiro: Canais abertos para os artesãos participarem de eventos
Por Zilene Costa

Artesãos potiguares estarão presentes, por meio de suas associações ou cooperativas, na 1ª Conferência Nacional do Trabalho e Emprego Decente, que acontece de 08 a 11 de agosto, em Brasília. O estande do Rio Grande do Norte, espaço com 32 metros quadrados, abrigará o melhor do artesanato de três municípios do Estado– Timbaúba dos Batista e Acari, na região Seridó, e São Gonçalo do Amarante, na Grande Natal.

"Além da exposição e divulgação do nosso artesanato, também estamos abrindo canais de comercialização para os nossos artesãos com a participação em feiras e eventos, sejam eles fora ou dentro do Estado”, destaca o secretário de Estado do Trabalho, da Habitação e da Assistência Social, Luiz Eduardo Carneiro Costa, que além de participar da Conferência Nacional, representando a governadora Rosalba Ciarlini no evento, também acompanhará a exposição e a divulgação dos artesãos potiguares no Distrito Federal.

O estande montado pelo Proart, o Programa de Apoio ao Artesanato Potiguar, responsável por assegurar a participação dos artesãos potiguares em eventos dentro ou fora do Estado, está localizado no Centro de Convenções Ulysses Guimarães.

Nele, estarão expostas peças artesanais em tipologias como bordados, cerâmica (com pintura rupestre na cor azul) e esculturas em madeira de imagens sacras (do mestre Ambrósio). No total, mais de 800 artesãos potiguares estarão representados no evento na capital federal. 

O estande funcionará, também, como balcão de informações, com a distribuição de material promocional como folders, CDs e catálogos. O PROART tem hoje cerca de 10 mil artesãos cadastrados.

O SINE-RN também estará presente com a divulgação do Portal do Trabalho e Emprego no RN, o portal de informação de emprego e programas do Sistema Público de Emprego, Trabalho e Renda na base territorial do Estado, amplamente divulgado em junho passado.


Nenhum comentário:

Postar um comentário