quarta-feira, 1 de agosto de 2012

Enorme distância salarial acentua injustiça no serviço público do RN

Professor de escola pública do RN


Matéria publicada no domingo passado (29) no jornal Tribuna do Norte evidencia uma injustiça que teima em se manter viva ao longo do tempo e resiste à sociedade moderna e à tecnologia de ponta.

Oficiais de Justiça tiveram remuneração média líquida mensal, no mês de julho, de R$ 11.419,81 e os técnicos judiciários de R$ 10.973,13.

Comparando-se esses vencimentos com o do professor qualificado em fim de carreira da rede pública no Rio Grande do Norte se percebe uma enorme distância.

O professor em fim de carreira da rede pública de ensino, nível 6 – classe “J”, recebe R$ 3.900,00. A distância se torna ainda mais brutal se a comparação for com o professor em início de carreira. O professor em início de carreira no quadro do magistério público estadual recebe R$ 1.386,00, e do município de Natal, recebe R$ 1.491,00.

Nenhum comentário:

Postar um comentário