quinta-feira, 30 de agosto de 2012


RN é o primeiro estado brasileiro com 100% de adesão ao Programa BPC na Escola

Rosalba Ciarlini fala durante o Encontro do BPC na Escola
A governadora Rosalba Ciarlini destaca a presença do BPC na Escola em todos os municípios do Rio Grande do Norte em pronunciamento feito na manhã desta quinta-feira (30) durante o 1º Encontro Intersetorial do Programa.

“Quero parabenizar todos vocês pelo reconhecimento que o Rio Grande do Norte recebeu por levar o BPC na Escola a todos o municípios do Estado. O mérito é de todos vocês que são os agentes do Programa”, disse a governadora.

O Evento está acontecendo desde a última quarta-feira (29), nas dependências do Hotel Monza, bairro de Candelária, Natal, e é voltado para a capacitação dos técnicos municipais que atuam no Programa Benefício de Prestação Continuada - BPC na Escola.

O reconhecimento do RN como o Estado mais atuante no programa partiu da secretária Nacional de Assistência Social, Denise Ratmann Colin, que enviou um ofício parabenizando o Governo do Estado pelo alcance do BPC na Escola.


“O Ministério do Desenvolvimento Social e Combate à Fome – MDS – vem acompanhando o processo de adesão dos entes federados ao Programa BCP na Escola e com grande satisfação identificou que o Rio Grande do Norte é o primeiro Estado que atingiu a marca de100% dos seus municípios com adesão ao Programa”, diz Denise Ratmann Colin.

“Desejo que vocês saiam daqui mais interessados e preparados para fazer o nosso Estado crescer cada vez mais. O Brasil tem 27 Estados, muitos bem maiores e mais poderosos que o nosso, mas foi o RN que se destacou neste programa que é de grande importância para a qualidade de vida, a saúde e educação das pessoas com deficiência”, ressaltou Rosalba Ciarlini.

O BPC na Escola é um programa do Governo Federal, instituído em 2007, executado através dos Ministérios de Desenvolvimento Social e Combate a Fome (MDS), da Educação (MEC), da Saúde (MS) e da Secretaria Especial dos Direitos Humanos da Presidência da República, com objetivo de promover a elevação da qualidade de vida das pessoas com deficiência, de 0 a 18 anos, beneficiárias do programa, garantindo-lhe o acesso e permanência na escola.

"Essa adesão é resultado de um esforço coletivo das nossas equipes, mas que trará resultados muito mais positivos para os municípios, porque (seus gestores) estarão levando qualidade de vida e cidadania a uma parcela da sociedade que, em geral, é excluída", disse o secretário de Estado do Trabalho, da Habitação e da Assistência Social, Luiz Eduardo Carneiro.

Nenhum comentário:

Postar um comentário