quinta-feira, 6 de setembro de 2012

FACEX agora é Centro Universitário
FACEX terá autonomia para decidir sobre novos cursos

A Faculdade de Ciências, Cultura e Extensão do RN (Facex) tem seu credenciamento como Centro Universitário publicado no Diário Oficial da União na edição da última terça-feira (04).

A portaria 1.099, de 31 de agosto de 2012, do ministro da Educação, Aloizio Mercadante, diz que a mudança se deve à "conformidade do Regimento da Instituição e de seu respectivo Plano de Desenvolvimento Institucional com a legislação aplicável".

O Centro Universitário Facex (UniFacex) foi aprovado em fevereiro, em Brasília (DF). Segundo o parecer do relator do processo que pedia o credenciamento da Facex como centro, os bons índices dos cursos alcançados nos últimos anos e a tradição da instituição foram fundamentais para a mudança. A UniFacex é o segundo centro universitário do RN.

Desde 2006, a Facex tem modificado sua estrutura administrativa, criando departamentos e aumentando a oferta de vagas com novos projetos na graduação e pós-graduação.

A UniFacex tem cerca de 6 mil alunos matriculados, 20 cursos de graduação, incluindo a modalidade tecnológica, e 15 de especialização, atendendo às exigências de mercado. A instituição tem 40 anos de existência e começou oferecendo apenas cursos livres. Na década de 70, deu início às atividades do curso de Secretariado e, nos anos 80, Turismo. Em meados da década de 90, começou um novo ciclo de expansão universitária.

 
Segundo informações de sua direção, a FACEX é a única do RN a ter todos os indicadores crescentes nos últimos três ciclos avaliativos do MEC. Conta também com o 5º melhor curso de Administração do país e obteve bons resultados no Exame da OAB e do Conselho Regional de Contabilidade (CRC).

Com a homologação, todo aluno concluinte da UniFacex receberá um diploma de centro universitário, o que o credencia ainda mais no mercado e na academia. Para a criação de novos cursos, a UniFacex não dependerá mais do MEC, mas tão somente da aprovação do Conselho Superior da instituição, diminuindo o tempo do processo que, às vezes levava até dois anos.

Nenhum comentário:

Postar um comentário