quarta-feira, 17 de outubro de 2012

Capacitação de famílias para gerenciamento de cisternas tem início no RN
Programa vai ensinar famílias a gerenciar uso de cisternas

Tem início a partir desta quinta-feira (18) o calendário de capacitação de famílias para o gerenciamento dos recursos hídricos do programa nacional de cisternas no Rio Grande do Norte. 

A capacitação será conduzida pela Secretaria Estadual do Trabalho, da Habitação e da Assistência Social (Sethas) em parceria com o Serviço de Apoio aos Projetos Alternativos Comunitários (SEAPAC). 

Serão capacitadas, inicialmente, 252 famílias dos municípios de Riacho da Cruz, Portalegre, Taboleiro Grande, Itaú e Rodolfo Fernandes, na região Alto Oeste do Estado, que foram selecionadas e cadastradas pelo programa na semana passada.

Essas famílias foram apontadas pelo Ministério do Desenvolvimento Social-MDS, a partir do Cadastro Único da Assistência Social do governo federal, no qual consta o Número de Identificação Social-NIS, exigido pelo Ministério, e todas elas, receberam a visita dos técnicos do SEAPAC e da SETHAS. 

O calendário de capacitação das famílias selecionadas para receber as cisternas tem início nesta quinta-feira (18) pelo município de Riacho da Cruz. A reunião ocorre na sede do Centro de Referência da Assistência Social-CRAS. As capacitações terão duração de dois dias e serão realizadas pela manhã, com início previsto para as 7h30. 

“A próxima fase agora é a da construção dos reservatórios. Como esse é um método que possibilita a construção simultânea das cisternas, a nossa expectativa é que até o final de novembro comecemos a fazer a entrega dos primeiros reservatórios”, frisou o secretário Luiz Eduardo Carneiro Costa, titular da SETHAS. 

Também começou nesta semana, (dias 16 e 17), a seleção e o cadastramento de novas famílias. Desta vez, dos municípios de Água Nova, João Pessoa e Venha Ver. Depois disso, as famílias selecionadas passam para a fase de capacitação, que antecede a construção das cisternas. 

O calendário de capacitações para gerenciamento do programa de cisternas, fruto do convênio entre a SETHAS e o SEAPAC, organismo de ação social da Igreja Católica do Rio Grande do Norte, é o seguinte: 18 e 19 – CRAS de Riacho da Cruz; 20 e 21 – Escola Filomena Sampaio, em Portalegre; Escola José Claudio Alves, em Taboleiro Grande; Escola Francisco Régis, em Rodolfo Fernandes, e Ginásio José Porto de Queiroz, em Itáu. 

Em todo o Rio Grande do Norte, serão construídas 2.800 cisternas, por meio deste convênio, em 47 municípios potiguares. São eles: Água Nova, Almino Afonso, Antônio Martins, Baraúna, Bento Fernandes, Bom Jesus, Campo Grande, Carnaúba dos Dantas, Coronel João Pessoa, Currais Novos, Cruzeta, Doutor Severiano, Equador, Espírito Santo do Oeste, Florânia, Frutuoso Gomes, Ielmo Marinho, Itaú, Janduís, Japi, João Dias, Luís Gomes, Macau, Marcelino Vieira, Martins, Nova Cruz, Olho D´Água dos Borges, Paraná, Patu, Poço Branco, Portalegre, Riacho da Cruz, Riacho de Santana, Rodolfo Fernandes, Santa Cruz, São Miguel do Gostoso, São Paulo do Potengi, São Tomé, São Miguel, São Rafael, Senador Eloy de Souza, Serra do Mel, Taipu, Touros, Taboleiro Grande, Umarizal e Venha Ver. 

O SEAPAC é a instituição vencedora da licitação realizada pela SETHAS para a execução do Programa Nacional de Cisternas. Serão destinados ao programa no Estado, recursos de R$ 4,7 milhões, com a contrapartida do Governo do Estado, no valor de R$ 1,5 milhão, por meio da Secretaria, em convênio com o Ministério do Desenvolvimento Social e Combate à Fome (MDS).

Nenhum comentário:

Postar um comentário