quinta-feira, 8 de novembro de 2012

Participação de estudantes em mobilização na UFRN é motivo de nota de desagrado da SEEC
Alunos teriam sido manipulados por sindicalistas


Repercute nota de desagrado emitida pela Secretaria Estadual de Educação no sábado (3) sobre a participação de estudantes da Escola Ana Júlia, localizada na Zona Norte de Natal, em reunião do Conselho Universitário da UFRN (Consuni). 

Os alunos, segundo a nota, foram articulados por membros do Sindicato Estadual dos Trabalhadores em Educação do Ensino Superior (Sintest) com o argumento de que se tratava de um debate sério.


O debate, em pauta, ocorreu no dia 31 de outubro e discutiu a adesão da Empresa Brasileira de Serviços Hospitalares ao sistema hospitalar da Universidade Federal do Rio Grande do Norte. 

O Sindicato, segundo a nota oficial, é contra essa adesão e usou o grupo de estudantes para fazer número numa claque hostil para intimidar os que tinham outra posição. 

A seguir a nota oficial



NOTA DE ESCLARECIMENTO

A Secretaria de Estado da Educação vem a público esclarecer a participação de alunos da Escola Estadual Ana Júlia, na reunião do Conselho Universitário da UFRN - CONSUNI, que ocorreu em 31 de outubro de 2012, para discutir a adesão da Empresa Brasileira de Serviços Hospitalares - EBSERH, ao sistema hospitalar da Universidade Federal do Rio Grande do Norte.

De acordo com a direção da Escola Estadual Ana Júlia, representantes do SINTEST entraram em contato com a unidade convidando seus estudantes, em nome da universidade, para participarem do debate. A diretora Maria José explicou que os dois sindicalistas que realizaram o convite já haviam sido professores da escola, portanto confiou que seria um debate sério e importante para os alunos, embora não tenha ficado claro o tema que seria discutido no CONSUNI.

Até mesmo um ônibus foi disponibilizado pelo sindicato para que os alunos fossem transportados, assim como foi distribuído lanche e camisetas do SINTEST, o que deixou os estudantes com o mesmo padrão de vestuário dos sindicalistas que participavam da reunião. Somente aí os professores que acompanhavam os alunos perceberam que eles, na verdade, haviam sido enganados e estavam sendo usados para fazer número em favor do SINTEST, no momento em que os sindicalistas criaram um clima de hostilidade contrário ao debate.

É necessário ressaltar que o Sindicato Estadual dos Trabalhadores em Educação do Ensino Superior - SINTEST, é contra a proposta de adesão da EBSERH e utilizou-se de gritos e instrumentos de som, para intimidar os contrários, além de envolver estudantes da escola pública em atos arbitrários. Foi lastimável o que ocorreu.

A Secretaria de Estado da Educação soma-se aos integrantes do CONSUNI e da comunidade acadêmica, nesse momento de desrespeito aos princípios institucionais e democráticos tão bem preservados pela Universidade Federal do Rio Grande do Norte.

Betania Leite Ramalho
Secretária de Estado da Educação

Nenhum comentário:

Postar um comentário