sexta-feira, 11 de janeiro de 2013

Ensino de Educação Financeira nas escolas muda realidade familiar

Avaliação de especialistas do Banco Mundial, no ano de 2012, conclui que projeto-piloto de ensino de Educação Financeira nas escolas brasileiras muda a realidade de toda a família do aluno. Crianças e jovens que têm aula de Educação Financeira, além de melhoraram a compreensão da sociedade sob o ponto de vista financeiro, passam a pensar mais no futuro e demonstram intenção de fazer poupança.

Reinaldo Domingos, criador do método DSOP
Atuando nesta vertente desde ao ano de 2009, o programa da DSOP (Diagnosticar, Sonhar, Orçar e Poupar) de Educação Financeira para o Ensino Básico já chegou a 250 escolas públicas e privadas do país.

A DSOP Educação Financeira é uma organização paulista que atua na área da educação financeira através da aplicação da Metodologia DSOP, criada pelo educador e terapeuta financeiro, Reinaldo Domingos.

"Os resultados da avaliação do ENEF (Estratégia Nacional de Educação Financeira), comprovados pelos especialistas do Banco Mundial, confirmam o que já observamos na prática. As escolas que adotaram a Metodologia DSOP de Educação Financeira em suas grades curriculares relatam não apensas benefícios para os alunos, mas também impactos na vida dos professores e dos próprios pais que passam a ser influenciados, já que o material didático contempla atividades que envolvem a família", destaca Reinaldo Domingos, presidente do DSOP Educação Financeira.


Um dos exemplos de êxito da aplicação da metodologia, citado pelo grupo do próprio DSOP, ocorre na cidade de Aracaju, SE, no Colégio de Orientação e Estudos Integrados. A direção do Colégio adotou a coleção DSOP no ano de 2011 na Educação Infantil e no Ensino Fundamental.

De acordo com o testemunho da diretora pedagógica do Colégio, Carla Eugênio Nunes Brito, os alunos adoraram as aulas e a aceitação dos pais foi imediata. "Os pais entenderam a proposta da escola de formar jovens com saúde financeira. Os alunos adoraram as aulas porque são bastante estimulantes", disse Carla Brito.

Obs. AnoteRN: A Educação Financeira se faz cada vez mais necessária em todos os setores e grupos da sociedade moderna. As possibilidades de consumo e as ferramentas de estímulos existentes são variadas e de forte impacto junto as pessoas/consumidores - sejam elas crianças, jovens, adultos ou idosos.
Daí a real necessidade de uma disciplina que trate da Educação Financeira em sala de aula e que tenha desdobramentos na vida da família.
Observamos, contudo, que na própria sigla DSOP falta algo, e algo muito importante - o "E" de empreender.







Nenhum comentário:

Postar um comentário