sexta-feira, 25 de janeiro de 2013

Fundação Rampa revive encontro de Roosevelt com Vargas em Natal

A foto histórica e o retrato da encenação
A Fundação Rampa revive na manhã deste sábado (26), 10h, o encontro dos presidentes dos Estados Unidos, Franklin Delano Roosevelt, e do Brasil, Getúlio Vargas, em Natal.

O encontro entre os dois presidentes, certamente um dos fatos mais importantes da política externa brasileira no século XX, será encenado, pela 5ª vez, com o Comboio Histórico "Conferência do Potengi", que sairá do sítio histórico da Rampa (margens do Rio Potengi), no bairro de Santos Reis, e percorrerá as principais ruas e avenidas do centro de Natal.

Os organizadores estão convidando a população a participarem da carreata da encenação e levarem alimentos não perecíveis que serão doados a entidades beneficentes.

A "Conferência do Potengi" ocorreu no dia 28 de janeiro de 1943. Os presidentes Roosevelt e Vargas chegaram em aviões que pousaram no Rio Potengi e se alojaram em navios lá atracados. Também sobre as águas do Rio Potengi foram mantidas as conversas e entendimentos visando a utilização de Natal como ponto estratégico para a força aérea aliada que combatia o nazismo na Europa e África.

Getúlio Vargas desembarcou em Natal à 1h da madrugada do dia 28 de janeiro de 1943, e Franklin Roosevelt no início da manhã, às 7h30.

Roosevelt voltava de Casablanca (África), onde tinha se encontrado com o primeiro ministro britânico Winston Churchill enquanto o brasileiro vinha do Rio de Janeiro com a orientação de oferecer o envio de tropas para o conflito armado, como prova de maior envolvimento do país. O Brasil já possuía bases americanas.

No fim da manhã do dia 28, Vargas e Roosevelt almoçaram juntos, acompanhados do brigadeiro Eduardo Gomes, almirante Ary Parreira, do comandante da esquadra norte-americana do Atlântico Sul, almirante Jonas H. Ingram, e do Interventor no Rio Grande do Norte, Rafael Fernandes.

Logo em seguida, seguiram de barco pelo rio até as instalações da Rampa, cenário da fotografia imortalizada, com os dois presidentes sobre o "Jeep 7" e os arcos da Rampa ao fundo, dando início a inspeção de todas as instalações militares americanas existentes na cidade, como a base de hidroaviões da Marinha dos Estados Unidos - hoje o 17º Grupamento de Artilharia e Campanha (17º GAC) e Parnamirim Field - atualmente Base Aérea de Natal.

O evento está organizado pela Fundação Rampa com o apoio da Secretaria de Turismo do Rio Grande do Norte.






2 comentários:

  1. Parabens a este pessoal da Fund Rampa, pela garra, pela fibra. Sem recursos, sem qualquer tipo de remuneração, só com a boa vontade de querer fazer, eles conseguiram um ACERVO IMPAR em prol da memoria do povo Potiguar.

    Mercio Lins

    ResponderExcluir
  2. A iniciativa é bastante estimulante. Oportuniza para as novas gerações acesso a parte importante da história do RN na 2ª Guerra Mundial.

    ResponderExcluir