quinta-feira, 31 de janeiro de 2013

O Carnaval do Mestre Lucarino é tema de exposição promovida pela Fundação José Augusto

Pintura com o Mestre Lucarino na sede do "Balanço do Morro"
"O Carnaval de Lucarino - Acervo de Dona Dorinha do Balanço do Morro" é a exposição promovida pela Fundação José Augusto neste início de fevereiro de 2013.

A exposição será aberta na quarta-feira (06) e irá até 1º de março - de segunda a sexta, das 8h às 17h, na Galeria Newton Navarro, na sede da Fundação José Augusto, bairro do Tirol, Natal, RN.

Utilizando o acervo de Dona Dorinha, a exposição procura contar parte da trajetória de Lucarino Roberto de Sousa, conhecido como Mestre Lucarino, um dos principais ícones do carnaval do Rio Grande do Norte.

Lucarino Roberto soube, como ninguém, juntar dentro do contexto carnavalesco a valorização da cultura e da história de Natal, e a criatividade e competitividade de uma escola de samba criada para buscar o sucesso.

Lucarino comandou, ao lado de seu principal concorrente, "Mestre Melé", do "Malandros no Samba", o carnaval de Natal em seu apogeu, vivido nas décadas de 60 e 70.

O mestre Lucarino fundou a Escola de Samba Balanço do Morro no ano de 1966, faltando apenas 45 dias para o carnaval, após uma divergência com sua antiga escola de samba, "Malandros do Samba". 

Com Balanço do Morro, Lucarino estabeleceu um clima de rivalidade sadia com sua antiga escola de samba. Como as duas se localizavam no tradicional bairro das Rocas, e ainda se localizam, a disputa das duas grandes estruturas carnavalescas de Natal transcendia os limites da comunidade e tomava conta da capital e de vários outros municípios do RN.

O clima de rivalidade, criatividade e empenho das duas agremiações colocaram Natal como terceiro carnaval de rua do Brasil, ficando atrás apenas do Rio de Janeiro e Olinda.

Lucarino foi um extraordinário compositor, sempre interessado em levar para a avenida sambas-enredo que falassem das coisas de Natal e do Rio Grande do Norte. O mestre também comandou rodas de samba e serestas em várias partes do RN.

A exposição com aspectos da vida do Mestre Lucarino faz parte do projeto "Privado é Público" da Fundação José Augusto e Secretaria Estadual de Cultura, e tem a curadoria de Wecsley Mariano.

Um comentário:

  1. Fico emocionada ao ver como este grande mestre nos representou tão dignamente e nos deixou muitas riquezas culturais, viva ao mestres da comunidade

    ResponderExcluir