sexta-feira, 8 de fevereiro de 2013

Programa de Cisternas do RN está chegando a região do Mato Grande

Cisternas estão sendo construídas em todo o RN

No período de 14 a 19 deste mês a equipe técnica responsável pelo programa de Cisternas estará promovendo reuniões de sensibilização e mobilização social nos municípios de Bento Fernandes, Ielmo Marinho, Poço Branco, Taipu, Touros, Macau e São Miguel do Gostoso.

As reuniões, que são preparatórias para a execução do Programa de Cisternas, tem a presença de técnicos da Secretaria Estadual do Trabalho e da Assistência Social (Sethas) e do Serviço de Apoio aos Projetos Alternativos Comunitários (Seapac).


Na região do Médio Oeste do RN, já começou a entrega de material para construção dos reservatórios - cimento, ferro, tubos e conexões, arame, brita, cal e areia, já começou. O primeiro município a receber o material estão sendo Antônio Martins.

Na região do Alto Oeste potiguar, o programa já está em fase de conclusão. 1.030 reservatórios já foram construídos até o momento, mas a escassez de água começa a dificultar o andamento das obras. 

A construção das cisternas está sendo feita pelo Seapac, instituição vencedora da licitação realizada pela Sethas. Os serviços são realizados por pedreiros da região, que passam, antes, por um treinamento.

O Programa Nacional de Cisternas é uma ação do Governo Federal, através do Ministério do Desenvolvimento Social-MDS, em parceria com o Governo do Estado, através da Sethas. O investimento total é de R$ 4,7 milhões. O Governo do Estado está investindo R$ 1,5 milhão – a título de contrapartida – por meio da Sethas. Em todo o Rio Grande do Norte serão construídas 3.100 cisternas em 47 municípios por meio desse convênio.

A cisterna de placa é uma tecnologia popular para a captação de água da chuva. A água que escorre do telhado da casa é captada pelas calhas e cai direto no reservatório, onde fica armazenada. Com capacidade para 16 mil litros de água, a cisterna supre a necessidade de consumo de uma família de cinco pessoas por um período de estiagem de, aproximadamente, oito meses.

Nenhum comentário:

Postar um comentário