quarta-feira, 20 de março de 2013

Seminário de Pesquisa Antropológica da UERN debate atitude do DNOCS no projeto "Agrovila Palmares" na chapada do Apodi

Projeto do DNOCS visa tirar 6 mil agricultores de suas terras
O 1º Seminário de Pesquisa Antropológica promovido pelo Departamento de Ciências Sociais da Universidade do Estado do Rio Grande do Norte (UERN), ocorrido na noite de segunda-feira (18), na cidade de Mossoró, teve como principal tema de debate a situação do projeto "Agrovila Palmares", na chapada do Apodi, região do Médio Oeste.

O tema do seminário, conduzido pelos alunos das disciplinas pesquisa de campo em Antropologia e Antropologia Educacional, fala bem do que acontece na rica região da chapada do Apodi: "Agrovila Palmares - a resistência de um povo contra o projeto da morte".

Os estudantes da UERN pesquisaram os efeitos do Projeto do Perímetro Irrigado na Chapada do Apodi que pode desapropriar 13.855 hectares com a finalidade de implantar um programa de fruticultura irrigada que será comandado por quatro grandes empresas do agronegócio. Calcula-se que cerca de 6 mil agricultores de trinta comunidades na região sejam deslocados de forma forçada. O caso envolve pessoas que estão no local há mais de 50 anos.

A professora Eliane Anselmo explicou que a ideia do evento partiu dos alunos dela nas disciplinas pesquisa de campo em Antropologia e Antropologia Educacional. “Fizemos um estudo de campo na Agrovila Palmares que terá casas desapropriadas por conta de um projeto do DNOCS (Departamento Nacional de Obras Contra as Secas). Estudamos a luta do governo contra a população local”, frisou.

A pesquisa de campo foi uma sugestão da estudante de Ciências Sociais, Wberlanne Pereira. “Faço parte do movimento sindical e estava integrada nas discussões dos agricultores que são contra a forma como o projeto está sendo feito. Nossa pesquisa mostrou que traz mais prejuízos que benefícios. Fomos a Apodi e participamos de várias reuniões”, relatou Wberlanne.

O ponto alto do Seminário foi a mesa redonda “A luta das Comunidades Rurais da Chapada do Apodi contra o DNOCS”. Os debatedores foram o Vice-Reitor e professor do Departamento de Ciências Sociais, Dr. Aécio Cândido e o prof. Dr. João Freire Rodrigues.

O Seminário foi iniciado com a mostra do documentário de vídeo intitulado "Com lenço e Documento" e a animação "Terra nossa de cada Dia". Os presentes ao evento, ocorrido nas dependências do Campus central da UERN, também puderam ver a apresentação dos trabalhos feitos pelos alunos e uma exposição fotográfica do projeto "Agrovila Palmares".

O Vice-Reitor Aécio Cândido elogiou a iniciativa dos estudantes. “É fundamental o contato dos estudantes com seu tema de estudo e o tema clássico da antropologia é o campesinato. Levar o estudante a campo para estudar a agricultura é importante”, acrescentou.

Nenhum comentário:

Postar um comentário