quarta-feira, 27 de março de 2013

Nascer com Dignidade: Audiência pública em Natal discute atenção materno-infantil

Audiência Pública sobre mortalidade infantil 

O Ministério Público Estadual do RN e o Fórum em Defesa da Saúde promovem nesta segunda-feira (1º) uma audiência pública para discutir a atenção materno-infantil e aprofundar o diálogo com o município de Natal visando a implementação de ações que mudem a realidade hoje existente.

O quadro detectado por vistoria feita pela Promotoria de Justiça de Defesa da Saúde da Comarca de Natal, no dia 13 deste mês de março, nas maternidades Unidade Mista de Felipe Camarão, Unidade Mista das Quintas, Hospital da Mulher Dr. Leide Morais, e Maternidade Escola Januário Cicco - revela sérios problemas.

A vistoria constatou superlotação nas maternidades, equipamentos defeituosos ou quebrados, mofo e infiltrações nos centros cirúrgicos. 

A audiência pública, que será realizada na sede da Procuradoria-Geral de Justiça, bairro de Candelária, às 14h, buscará soluções para esses e outros problemas que hoje comprometem a qualidade do serviço prestado às gestantes e recém-nascidos.

A iniciativa faz parte do projeto “Nascer com Dignidade”, do Ministério Público do Rio Grande do Norte, que visa a redução da mortalidade materno-infantil. A preocupação se evidencia quando verifica-se que no Rio Grande do Norte 76% dos óbitos de recém-nascidos e 80% dos óbitos maternos ocorrem por causas evitáveis, em sua maioria relacionadas à falta de atenção adequada à mulher durante a gestação, no parto e também ao feto e ao bebê.

Participam da audiência pública os promotores de Justiça de Defesa da Saúde, representantes da Prefeitura de Natal e da Secretaria Municipal de Saúde, e várias entidades ligadas à área de Saúde Pública.



Nenhum comentário:

Postar um comentário