quinta-feira, 18 de abril de 2013

Fundação José Augusto lança o livro "Marana Pabeima - Guerra Infinita"nesta quinta (18)

Resgate da história indígena

"Marana Pabeima - Guerra Infinita", de autoria de Arlindo Freire, será lançado nesta quinta-feira (18), às 19h, na Galeria Newton Navarro, prédio sede da Fundação José Augusto, no bairro do Tirol em Natal. O lançamento é feito pela Fundação José Augusto e Secretaria Extraordinária de Cultura do RN.

O livro, 33º volume da Coleção Cultura Potiguar, faz um resgate da história indígena potiguar do século XVII. O livro retrata, a partir de vasta pesquisa feita por Arlindo Freire, parte da história do Rio Grande do Norte pouco lembrada e estudada.

No ano de 1640, cerca de cinco mil índios aguardavam, em Santana do Matos, o auxílio dos holandeses para combater as tropas portuguesas, que queriam dominar todo o território do Rio Grande do Norte.

A ajuda militar, prometida para a tribo Tarairiú, sob o comando do cacique Janduí, nunca chegou ao território potiguar. E, o resgate desse importante trecho, situado no século XVII, é um dos objetivos do livro "Marana Pabeima" - que em tupi guarani significa Guerra Infinita.

O principal objetivo de Arlindo Freire é socializar a verdadeira interpretação dos fatos relacionados à história dos índios no Rio Grande do Norte, tendo como ponto de partida os conflitos decorrentes da chegada dos europeus.


Entre os personagens resgatados por Arlindo Freire estão o cacique Janduí, líder da tribo Tarairiú, que se estendia pela região de Assu, Santana do Matos e Acari e grande parte do Nordeste. Inicialmente aliado dos portugueses, Janduí vinha muito a Natal mantendo uma relação amistosa com os índios potiguares, com os quais trocava diversas mercadorias, como caju e sal.

Rodolfo Baro, holandês de nascimento, foi deixado na tribo de Janduí, aos sete anos de idade, sendo criado pelo cacique como se fosse um verdadeiro indígena brasileiro. E foi Baro quem, 30 anos após ter sido deixado com os indígenas, intermediou todo o contato dos holandeses com a tribo do Rio Grande do Norte.

Nenhum comentário:

Postar um comentário