segunda-feira, 13 de maio de 2013

Edson Faustino defende criação da Lei Estadual do Turismo do RN em reunião da Fecomércio

Edson Faustino fala na reunião da Fecomércio RN
O presidente da Comissão de Turismo da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB/RN), Edson Faustino defendeu a criação da Lei Estadual do Turismo no Rio Grande do Norte, em reunião da Comissão Estadual do Turismo da Fecomércio. 

“Enquanto o turismo não se desvincular do governo, assim como funciona com a indústria e com o comércio, não irá chegar a lugar algum. A independência financeira é muito importante para que o setor possa caminhar com as próprias pernas. Para atingirmos esta meta, estamos propondo uma legislação regional adequada às necessidades de todos os órgãos envolvidos com o turismo”, afirmou o advogado Edson Faustino.

A reunião aconteceu na sede da Federação, nesta segunda-feira (13), com a participação do presidente do Sistema Fecomércio RN, Marcelo Fernandes de Queiroz.

“Este é um setor que está bastante sacrificado no nosso estado. O turismo, que já foi uma alavanca propulsora da economia do nosso estado, agora está bastante defasado. Precisamos atender às demandas dos empresários, às necessidades dos turistas. E é por isso que a Fecomércio apoia integralmente as ações da Comissão de Turismo da OAB RN e, através da nossa CET, iremos participar das discussões em torno da criação desta lei", declarou Marcelo Queiroz.

O coordenador da CET da Fecomércio, George Gosson, tem acompanhado os debates relacionados à criação da legislação para o setor: “Convidamos Edson Faustino para que ele tirasse as dúvidas dos empresários sobre a criação da Lei Estadual do Turismo. Trabalharemos juntos em prol do desenvolvimento e da independência do setor no RN. Acompanharemos as discussões e debateremos as necessidades do Trade. Mas, para alcançarmos a independência, precisamos das bases jurídicas que a OAB RN está nos proporcionando”, falou George Gosson.

O presidente da ABIH RN, Habib Chalita, fez um alerta para os membros da CET: “Estamos à beira de um colapso no setor turístico. Não vamos participar de feiras, estamos com dívidas e os turistas estão buscando outros estados. Só temos 55% de ocupação hoteleira e, mesmo aparecendo em nível nacional em uma novela, as pessoas não estão vinculando o nosso estamos àquelas imagens. Estamos sem apoio do governo. Precisamos, urgentemente, de uma força-tarefa para salvarmos o turismo no RN”.

Nenhum comentário:

Postar um comentário