sexta-feira, 3 de maio de 2013

Projeto de pesquisa no RN vai orientar planejamento para melhorar intermediação e qualificação de mão de obra

A parceria estabelecida entre a Secretaria Estadual do Trabalho e da Assistência Social (Sethas) com a Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN) em projeto de pesquisa na área do Trabalho começa a avançar.

O projeto de pesquisa visa orientar, com dados técnicos e precisos, o planejamento para melhorar as políticas públicas de intermediação e qualificação de mão de obra, empreendidas, na estrutura da Sethas, pelo SINE-RN.

Reunião entre grupo da UFRN e Sethas
Reunião na manhã da terça-feira (30), no auditório da Sethas, os professores que constituem o Grupo de Estudos e Pesquisas sobre o Trabalho (Gepet), do Departamento de Psicologia do Trabalho da UFRN, apresentaram as primeiras ações do trabalho de pesquisa a ser iniciado no mês de maio nas unidades do SINE-RN.

"Vamos apontar caminhos e planejamento para melhorar as políticas de intermediação e qualificação de mão de obra", disse o professor Bendassoli, do Departamento de Psicologia da UFRN.

Durante a reunião ficou acertado um calendário de visitas a serem feitas nas unidades do SINE da capital e interior do Estado entre os dias 20 de maio e 05 de setembro.

A reunião desta terça-feira dá desdobramentos aos entendimentos mantidos desde julho do ano passado entre a gestão da Sethas e os professores doutores do Departamento de Psicologia do Trabalho da UFRN e que prevê a elaboração de um projeto conclusivo na área do Trabalho, voltado para diagnosticar situações e dificuldades que interferem na intermediação e contratação da mão de obra – regularmente feita pelo SINE. 

“A nossa política de qualificação tem o compromisso de inserir, pelo menos, 30% das pessoas que qualifica no mercado formal de trabalho e nem sempre essa inserção tem sido fácil. Por isso, buscamos um estudo de natureza acadêmica para que identifique as dificuldades e aponte os caminhos para superá-las”, disse o secretário Luiz Eduardo Carneiro Costa, titular da Sethas.

Nenhum comentário:

Postar um comentário