terça-feira, 18 de junho de 2013

Grandes manifestações pelo país mostram descontentamento popular durante Copa das Confederações

Noite de terça-feira (18). Acompanhamos uma enorme manifestação popular nas principais ruas da maior cidade do Brasil e em várias outras capitais. Manifestações que repetem as de ontem, segunda-feira (17), e mobilizam centenas de milhares de pessoas e que levam para às ruas os mais variados descontentamentos contra o governo de plantão e decisões das elites nacionais.
Insatisfações  são claras

Manifestações que começaram por conta de aumento de passagens de ônibus em São Paulo. Foram ampliadas rapidamente e hoje, no sexto dia,  trazem as ruas várias insatisfações.

Por mais que alguns veículos de comunicação tentem diluir o leque de insatisfações da população brasileira, algo importante está claro nesse enorme movimento. As grandes mobilizações estão ocorrendo em pleno período da Copa das Confederações e não estão aliviando para quatro entidades distintas  umbilicalmente casadas para a Copa do Mundo - a FIFA, a CBF, o governo brasileiro e a Rede Globo.

É fato que as grandes mobilizações estão sendo puxadas por jovens de classe média e já contam, por seu crescimento avassalador, com pessoas de todas as classes sociais. A classe média está mostrando, através de seus jovens, total descontentamento com o fato de o país investir bilhões de dinheiro público para garantir uma boa foto da Copa do Mundo para europeu ver, e está colocando debaixo do tapete a oferta dos serviços públicos como é o caso da falência dos hospitais brasileiros.

A classe média está dizendo que o o governo brasileiro, sobretudo o anterior, foi com muita sede ao pote para mostrar que o Brasil era o centro do mundo e podia tudo. Lutou e ganhou a Copa das Confederações, a Copa do Mundo e a Olimpíada de 2016. Mas, não tem lutado da mesma maneira, com tamanho apetite, para transformar a realidade da Saúde no Brasil.

Centenas e centenas de milhões de reais gastos pelo poder público na construção de Arenas (Estádios não, estádio é coisa de pobre), dinheiro que teimosamente não chega para construir novos hospitais, recuperar os existentes, e pagar decentemente os médicos.

FIFA, CBF, governo brasileiro e Rede Globo montaram o cenário para uma grande festa na Copa das Confederações. Tudo foi montado para que o mundo visse um Brasil alegre, colorido, satisfeito e apaixonado pela famosa "Pátria de Chuteiras".

Centenas de milhares nas ruas
O time estava montado - um define, outro acompanha, o outro banca, e o último manipula. Foi aí que dançaram, os jovens têm nas mãos algo muito grande e ainda misterioso para os  especialistas de plantão - a internet.

Os jovens estão mostrando que a história de Pão e Circo já não consegue ser tão eficiente. Como é algo enganoso e inconsistente, Pão e Circo precisa de um grande esforço para manipular as camadas mais esclarecidas. Com o domínio da internet, isso agora está difícil. Daí o governo e seus penduricalhos estarem atônitos.

Nenhum comentário:

Postar um comentário