sábado, 15 de junho de 2013

Natal: Comunidade reivindica implantação de escolas bilíngues no RN

Audiência Pública ocorrida na quinta-feira (13) na Assembléia Legislativa, por iniciativa do deputado Fernando Mineiro, tratou da implantação de escolas bi lingues de qualidade no Rio Grande do Norte.
Audiência pública na AL

A maioria dos especialistas presentes na Audiência Pública defender remoras com urgência no sistema de ensino que favorecem a acessibilidade. Defende também a contratação de professores bilíngues.

Durante a Audiência, alunos adolescentes e adultos e mães de portadores de deficiência auditiva relataram as dificuldades que passam no seu cotidiano. Dificuldades, para as quais, a escola pública de hoje não está preparada para lidar, nem muito menos para sanar.


Segundo dados parciais da secretaria estadual de Educação, no RN existem cerca de 1.000 alunos surdos. 


Projeto de Lei de autoria do deputado Fernando Mineiro, sancionado em 2009, oficializa a linguagem de sinais no Rio Grande do Norte. "Quando criei este projeto pensei nas providências que o Estado tomaria para a inclusão social no âmbito dos órgãos públicos, principalmente em áreas como educação e saúde, para beneficiar a comunidade surda do Rio Grande do Norte", disse Mineiro.

O município de Natal criou a Lei que implanta a Educação Bilíngue, mas não criou o cargo de professor bilíngue.
Débora Vasconcelos

No outro lado da história está o vizinho estado do Ceará. Débora Vasconcelos, que dirige o Instituto Cearense de Educação dos Surdos, foi convidada para mostrar o êxito do trabalho da instituição. Ela é a primeira diretora surda do Nordeste e o Instituto também tem funcionários surdos. Ela relatou a experiência bem sucedida em Fortaleza: "18 alunos obtiveram bons resultados no Enem. Temos orgulho do nosso trabalho e das ações que realizamos com as crianças",
disse.


Na Audiência Público foi deliberada a criação de um grupo de trabalho formado por representantes das secretarias estadual e municipal de Educação, do Sinte/RN e de entidades como a Associação de Surdos do RN  e a Associação dos Profissionais Intérpretes e Tradutores da Língua Brasileira de Sinais do RN  para discutir como transformar a Lei em prática e garantir, de fato, a acessibilidade e oportunidades iguais de ensino e estudo aos surdos.

Este fórum de trabalho irá dialogar com as entidades e os governos do município e Estado, em busca de soluções e prazos. 

Nenhum comentário:

Postar um comentário