quarta-feira, 31 de julho de 2013

Natal: Núcleo de Orientação vinculado ao TJRN tem trabalho de sensibilização contra o uso de drogas

O Núcleo de Orientação e Acompanhamento aos Usuários e Dependentes Químicos de Natal (Noade) começa nesta semana a 10ª Turma de Sensibilização Contra o Uso de Drogas para a Zona Norte de Natal. 

O primeiro encontro, de um total de seis, aconteceu na terça-feira (30). Os encontros irão até o dia 03 de setembro no Fórum Varela Barca, localizado no Conjunto Potengi, Zona Norte de Natal, sempre às terças, das 9h às 11h.
Evento com presença do Noade

A equipe do Noade irá trabalhar com um grupo de 17 pessoas que usa substâncias químicas de forma ocasional e ainda podem evitar a dependência de drogas como o álcool e crack. 

Autoestima, vínculos e cidadania são alguns dos temas abordados junto à turma, numa dinâmica onde o assunto drogas está embutido. 

Os participantes terão o desafio de no penúltimo encontro, em 27 de agosto, estabelecer um projeto de vida a ser apresentado no último dia do curso. Com esta estratégica aplicada aos usuários de drogas, os resultados atingem 90% de sucesso na retirada das pessoas do consumo de entorpecentes.

Noade

O Núcleo de Orientação e Acompanhamento aos Usuários e Dependentes Químicos de Natal - Noade, ganhou destaque nacional na edição de julho da Revista Justiça & Cidadania, voltada para os profissionais do Direito e autoridades de todas as esferas da política.

A matéria intitulada “Uma guerra que se vence com a prevenção”destaca o trabalho da Equipe Técnica multidisciplinar do Noade que, desde 1999, assessora a Justiça no enfrentamento da dependência química, atuando nas áreas da prevenção, recuperação e reinserção social de usuários.

A matéria traz números expressivos que demonstram o resultado prático da dedicação da equipe, vinculada a partir de julho ao Núcleo de Ações e Programas Socioambientais do TJRN. Em abril deste ano foi alcançado o índice de 90% de resolução de demandas que envolvem usuários de entorpecentes no Juizado Especial da Capital do Estado. Nos 13 anos de atuação, foram atendidas 6.500 pessoas.

Nenhum comentário:

Postar um comentário