terça-feira, 23 de julho de 2013

RN: Estudantes de escolas públicas apresentam projetos científicos em Londres

Estudantes na Ufersa antes da viagem para Londres
O Rio Grande do Norte vai marcar presença como protagonista do Fórum Internacional London Youth Sience 2013 desta quarta-feira (24) a 07 de agosto. O evento, que atrai jovens cientistas de todo o mundo, acontece no Imperial College, em Londres, Inglaterra.

Estudantes das escolas estaduais "11 de agosto" (Umarizal) e "Moreira Dias" (Mossoró) apresentam no grande evento internacional projetos científicos já reconhecidos pela comunidade acadêmica brasileira.

Os estudantes Jonas Medeiros de Paiva, Marcondes Matheus de Morais e Flávia Kaline de Paiva, apresentam uma "análise empírica da diminuição do nível de poluição da água com a técnica de eletrofloculação. A orientação do trabalho é do professor José Everton Pinheiro.

Os estudantes Francisco Paulo Ramon Rocha, Thais Oliveira e Taianny Oliveira Almeida, apresentam trabalho de pesquisa que demonstra a eficácia do uso da raspa do juazeiro no tratamento dentário. Os estudantes chegaram até a produzir um creme dental com embalagem comercial para demonstração. O trabalho tem a orientação da professora Maria do Socorro de Sousa Freire.

Tradição conduz a Ciência

Uma tradição popular levou o estudante Francisco Ramon, de 19 anos, e seus companheiros a iniciar a iniciar uma pesquisa cientifica com base no hábito de alguns vizinhos que usavam as raspas do juazeiro, uma árvore típica da região Oeste potiguar, para limpar os dentes antes de dormir.
Creme dental com raspa do juazeiro vai à Londres
Estudando a potencialidade da substância, que consegue reduzir em até 70% o teor de bactérias, os alunos pesquisadores descobriram a fórmula para produzir um creme dental de baixo custo e orgânico. A pesquisa tem tudo para ganhar o mundo e ser uma das grandes vedetes do Fórum Internacional de Ciência para Jovens (LIYSF), em Londres.

Ufersa é a grande propulsora

A Ufersa é a grande propulsora do estímulo à pesquisa científica na Educação Básica no Rio Grande do Norte. Com o programa "Ciência para Todos no Semi-Árido", a grande universidade federal do RN ofertou cursos de capacitação em iniciação científica para professores de escolas públicas e, posteriormente, investiu em promoção de feiras para que os inventos dos jovens fossem mostrados a comunidade acadêmica e a população.

Os projetos vencedores nas feiras regionais seguiram para a Feira Brasileira de Ciências e Engenharia (Febrace), maior feira do gênero no país, na USP (Universidade de São Paulo). Vitoriosos na USP, os projetos de jovens estudantes do Semi-Árido do RN seguem para a capital da Europa, Londres.

Na empreitada para estimular os jovens no caminho das pesquisas científicas, a Ufersa conta com a parceria da Secretaria de Educação do RN e da Universidade do Estado do Rio Grande do Norte (UERN).

Nenhum comentário:

Postar um comentário