quinta-feira, 8 de agosto de 2013

Natal: Estudantes de Medicina fazem manifestações contra o programa de importação de médicos

O Brasil tem se tornado ao longo do tempo, por exclusiva incompetência de seus governantes, um dos maiores importadores de produtos manufaturados do mundo.

Dilma se entusiasma com programa
Pelo visto não tem se contentado com a lamentável condição de ter matéria prima, mas não ter condições, nem vontade, de transformá-la em produto de verdade.

Agora o país busca fora o que deveria ter em quantidade suficiente: médicos. O Brasil está partindo para importar médicos de países bem menores como são os casos de Cuba, Espanha e Portugal.

São países menores que, pelo visto, fizeram o dever de casa, e agora têm médicos para mandarem para o Brasil.

O problema expõe, sobretudo, a total incompetência no planejamento do sistema universitário público brasileiro. Tem algo muito errado aí.

Revoltados com essa situação, estudantes de Medicina da Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN) decidiram adesão total à paralisação estudantil nos dias 8, 9 e10 de agosto, com o objetivo de pressionar as universidades federais a não aderirem ao Projeto Mais Médicos e alertar à população sobre os prejuízos que o programa trará. 
Estudantes de Medicina protestam nas ruas
Nesta quinta-feira (08) tem manifestação das 8h às 14h em frente à Catedral Metropolitana, na Cidade Alta.

Na sexta-feira (09) a manifestação acontecerá no calçadão da Avenida Rio Branco, na Cidade Alta, e no sábado (10), a manifestação será no Parque das Dunas. Em todos os dias, a manifestação acontece a partir das 8h.

Um comentário:

  1. luis felipe Antuens8 de agosto de 2013 21:31

    Só lembrando uma parte da matéria que ficou mal explicada. Nós estudantes somos também contra a abertura INDISCRIMINADA de faculdades de medicina, sem nenhum critério ou com critérios duvidosos. O Brasil é o 2º país em numero de faculdades de medicina, só perde para a India. Os EUA com uma população de quase o dobro da brasileira, forma 16000 médicos por ano. O Brasil forma 17000. Tais fatos só comprovam que NÃO FALTAM médicos no Brasil. O que falta são políticas públicas que promovam a atração do médico às cidades de interior, que desconcentrem os médicos das grandes cidades e capitais. Falta dignidade no exercício da profissão médica. Precisamos de melhores condições de trabalho no interior, com medicamentos, com estrutura, com segurança, com exames. Um médico não faz milagre sozinho, e não consegue fazer saúde sem as ferramentas necessárias! Precisamos de uma carreira de Estado no SUS! Percebam que nossa luta não é por maiores salários, mas sim por uma segurança na remuneração! Hoje os médicos sofrem calotes por prefeitos de interior e isso é um dos motivos que não há atração do médico a essas cidades!

    Nós como estudantes de medicina estaremos nos dias 08 e 09 de agosto de 2013 esclarecendo a população a respeito dessa problemática, além de estarmos realizando ações de prevenção em saúde. Dia 09 na calçada da C&A na Av. Rio Branco, e no sábado dia 10 de agosto no parque das Dunas. Na cidade de Natal-RN, a partir das 08 horas. Compareçam e apoie a saúde brasileira!

    ResponderExcluir