quinta-feira, 22 de agosto de 2013

Novo estádio: Pronatec no RN não tem cursos voltados para Arena Multiuso

Pauta: Tadeu Oliveira

As instituições de ensino do Rio Grande do Norte, incluindo públicas e privadas, não estão levando à sério as possibilidades de geração de emprego e renda do estádio Arena das Dunas após sua conclusão.

Nenhuma instituição que trata do Pronatec (Programa Nacional de Acesso ao Ensino Técnico e Emprego) atentou para as perspectivas do novo estádio de Natal. Parece que, silenciosamente, fazem coro com os que acham que o novo estádio é fadado a condição de "Elefante Branco".

As instituições que atuam com a oferta de ensino profissional, via Pronatec, como o Senac, Senai e IFRN, estão distantes da perspectiva econômica do novo estádio.
Estádio será uma Arena Multiuso

Até o momento, faltando poucos meses para a inauguração do Arena das Dunas, nenhuma dessas instituições ofereceu o necessário curso de Gestão de "Arena Multiuso".

O estádio "Arena das Dunas" vai utilizar a mão de obra qualificada, segundo os especialistas, de cerca de 70 profissionais qualificados em "Arena Multiuso". 

Como não existe esse profissional no Rio Grande do Norte, nem cursos que garantam a capacitação, os técnicos em "Arena Multiuso" serão importados de outros estados que conseguiram ver o que não foi visto no RN - a real perspectiva de geração de emprego qualificado.

A Trevisan Escola de Negócios estima que os 14 novos estádios brasileiros estejam abrindo mais de 700 vagas para o profissional de Gestão de "Arena Multiuso". 

O curso de Gestão de Arena Multiuso, montando pela Trevisan Escola de Negócios, tem 10 módulos e 96 horas de aula. Abre também a possibilidade do aluno fazer um módulo internacional em Amsterdam, na Holanda. Tem a duração de 04 meses e as aulas são quinzenais aos sábados. As aulas acontecem na sede da Trevisan Escola, em São Paulo.

A notícia seria bem mais interessante, convenhamos, se pudéssemos dizer que as aulas aconteceriam no Senac/RN (Serviços Nacional de Aprendizagem Comercial), ou no Senai (Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial), ou no IFRN (Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia), ou ainda na UFRN (Universidade Federal do Rio Grande do Norte).

Nenhum comentário:

Postar um comentário