quinta-feira, 26 de setembro de 2013

Crise implacável: Governo do RN vai atrasar salários de funcionários em setembro

O secretário de Planejamento e Finanças, Obery Rodrigues, disse na tarde desta quinta-feira (26), em entrevista coletiva, que o Governo do RN vai atrasar os salários dos funcionários que ganham mais de R$ 3 mil.

Isso inclui todos os secretários de Estado, os secretários adjuntos e os chefes de gabinetes de todo o Governo.

Os salários de quem ganha mais de R$ 3 mil deveriam ser pagos até o último dia útil deste mês de setembro (30). Diante da situação de forte crise financeira, os salários de setembro irão ser pagos no dia 10 de outubro.
Obery Rodrigues: crise é séria

Os demais funcionários do Estado do Rio Grande do Norte, 92% do total, que ganham abaixo dos R$ 3 mil, recebem seus salários no dia 30 deste mês de setembro (segunda-feira).


O Governo do RN tem atualmente 101.265 servidores e o total da folha líquida de pagamento é de R$ 297.819.006,00.

A fala de Obery Rodrigues ocorre em entrevista coletiva na Escola de Governo, no Centro Administrativo, bairro de Lagoa Nova, em Natal, na presença dos secretários de Administração, Alber Nóbrega, da Saúde, Luiz Roberto, do presidente do Ipern, José Marlúcio Diógenes, e do Controlador Geral do Estado, Anselmo Carvalho.

Justificando a decisão e o triste quadro que atravessa o Rio Grande do Norte, que não pode nem mesmo pagar em dia os salários de seus funcionários, Obery Rodrigues mostrou que a média da folha de pagamento de 2012, de mais de R$ 273 milhões, teve um aumento em 2013 para cerca de R$ 311 milhões. Aumento decorrente de fatores como progressão funcional, convocações de professores e pagamento retroativo do aumento da Polícia Militar.

Obery também lembrou que no mês de setembro o Estado arrecadou menos do que gastou. A arrecadação de setembro, incluindo royalties, foram de R$ 586 milhões, e as despesas chegaram ao patamar de R$ 636 milhões.

Nenhum comentário:

Postar um comentário