segunda-feira, 16 de setembro de 2013

Deputada quer saber por que o Dia de Mobilização pela Educação ainda não faz parte do calendário oficial do RN

O Dia de Mobilização Social pela Educação, criado em julho de 2011 pela Lei Estadual 9503 de autoria da deputada estadual Gesane Marinho, ainda não faz parte do calendário oficial do Rio Grande do Norte.

Gesane Marinho
A data, que se celebra nesta quinta-feira (19), escolhida em homenagem ao educador nordestino Paulo Freire, ainda é desconhecida para a grande maioria da população e pelos dirigentes da Educação.

A Lei chegou a ser sancionada pela governadora Rosalba Ciarlini, mas até hoje, passados mais de dois anos, não entrou no calendário do Estado. 

A deputada Gesane Marinho quer saber o que está havendo. Em abril deste ano a deputada enviou requerimento ao Governo do Estado solicitando que a lei seja cumprida e que o Dia de Mobilização Social pela Educação do RN seja efetivado no calendário.

A data, para a deputada, tem o objetivo de estimular a parceria família e escola como um caminho para melhorar a educação no Brasil. “Estamos atendendo a um chamado do próprio Ministério da Educação, que acredita que pais mais presentes, que acompanhem de perto a vida escolar de seus filhos, são capazes de cobrar da escola o cumprimento de seus deveres”, afirma Gesane Marinho.

O problema agora é convencer os responsáveis pela Educação Pública de que a participação mais efetiva dos pais e, consequentemente, vigilante, é boa para o Ensino.

Nenhum comentário:

Postar um comentário