segunda-feira, 4 de novembro de 2013

Estado do RN é obrigado a indenizar cidadão que teve carro baleado em ação policial


O Estado do Rio Grande do Norte terá que pagar o valor de R$ 27 mil a um cidadão que teve seu carro roubado e danificado durante  troca de tiros entre policiais e bandidos, em 2009, na Favela do Japão, em Natal. 
Juiz Cícero Martins de Macedo

A decisão do juiz Cícero Martins de Macedo Filho, da 4ª Vara da Fazenda Pública de Natal, foi divulgada pelo Tribunal de Justiça do RN na sexta-feira (1º).

De acordo com o processo, o automóvel foi roubado da casa do autor na Praia de Cotovelo, durante um assalto.  Como possuía rastreador, o veículo foi localizado pela Polícia.  

Mas, segundo o proprietário, ao invés de atirar nos criminosos, a polícia acabou atirando no carro, onde foram constatadas várias perfurações de balas de diversos calibres, conforme laudo pericial.

Quando analisou os autos, o juiz Cícero Martins constatou que houve uma conduta ativa dos agentes públicos, que mesmo agindo dentro de suas prerrogativas e no cumprimento de um dever legal, causaram danos ao veículo do cidadão que tinha sido roubado. 


Para o juiz Cícero Martins, causar dano ao patrimônio alheio não é um dever tampouco um direito do Poder Público, ainda que esteja agindo legitimante num direito do Estado.

Nenhum comentário:

Postar um comentário