domingo, 10 de novembro de 2013

UFRN integra projeto internacional que busca planetas habitáveis

Rede de observatórios em Mauna Kea, Havaí
Projeto internacional que busca planetas habitáveis tem a participação efetiva da Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN).

Faz parte da equipe multinacional de pesquisadores o professor da UFRN, José Dias do Nascimentos Júnior.

O projeto chamado de SPIRou tem a liderança da França e conta com o observatório astronômico Canada-France-Hawai Telescope (CFHT) e envolve Canadá, Portugal, Taiwan, Suíça, Brasil e o Canadá.

O observatório faz parte de uma rede multinacional de grandes estruturas telescópicas para pesquisas e estudos espaciais localizadas na região de Mauna Kea, no estado americano do Havaí.

O projete tem custos da ordem de 10 milhões de euros. Desse total, 4 milhões de euros são utilizados apenas em construção.

A participação do Brasil também compreende o desenvolvimento de fibras ópticas no infravermelho e no fornecimento de elementos dispersivos do espectrógrafo, como o prisma e a rede de difração do tipo echelle.

Observatório japonês no Havaí
Essa participação acontece por meio do Laboratório Nacional de Astrofísica do Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovação, da Universidade Federal do Rio Grande do Norte e da Universidade Federal de Minas Gerais.

O projeto internacional visa procurar respostas para perguntas como: Será a terra um dos únicos planetas na Via Láctea com água líquida em sua superfície ou haverá várias outras terras? Como nascem as estrelas e seus planetas? Qual é a importância do campo magnético no processo de formação de estrelas e planetas?

O professor José Dias do Nascimento Júnior é doutor em Astrofísica e Técnicas Espaciais pela Universidade de Paul Sabatier, na França, e pesquisador convidado da Harvard University no Smithsonian Center for Astrophysics, nos Estados Unidos.

Nenhum comentário:

Postar um comentário