quinta-feira, 26 de dezembro de 2013

Patu: médica cubana mostra satisfação trabalhando na Saúde Pública do município

Oslaydi Lopez: adaptação rápida
O programa de importação de médicos do governo federal está alcançando repercussão positiva no interior brasileiro e dá mostras de que veio para ficar.

O "Mais Médicos", como é oficialmente chamado, está levando os profissionais da Medicina para os mais distantes lugares nas diversas regiões do país.

No último dia 13, equipe do Anote Brasil esteve na cidade de Patu, região do Médio Oeste do RN, conversando com a única médica estrangeira no município, a médica cubana Oslaydi Lopez.

Na conversa, a médica cubana se mostrou satisfeita e entusiasmada com Patu e com o seu trabalho na rede de Saúde Pública do município.

Oslaydi se mostrou já adaptada a realidade do interior do Rio Grande do Norte e contente por estar trabalhando em um sistema municipal de Saúde comandado por um médico cirurgião conhecedor das carências e das necessidades da  população, o médico Ednardo Moura.

Ela está trabalhando mais fixamente no Posto de Saúde do bairro João Inácio, zona urbana de Patu.

"Estou feliz e sinto que o povo também está feliz comigo. Estou gostando do lugar, das pessoas da prefeitura e das pessoas que vivem aqui. Até agora as condições de trabalho são boas", afirma Oslaydi Lopez.

Oslaydi Lopez é uma médica preparada para o exercício profissional junto à comunidade.É qualificada em Medicina Geral Integrada e diplomada também em Fisioterapia.

O Rio Grande do Norte conta, atualmente, com 144 profissionais do Programa Mais Médicos.

Nenhum comentário:

Postar um comentário