quarta-feira, 4 de dezembro de 2013

Pisa 2012: Brasil continua com médias baixas em Matemática, Leitura e Ciências

Gráfico do Pisa de 2000 a 2012
O Brasil permanece como país de terceiro mundo quando o assunto é Educação.Brasil melhora em matemática, mas ainda é um dos piores no Pisa 2012.

Os dados são do Programa Internacional de Avaliação de Alunos (PISA). O programa é coordenado pela Organização para a Cooperação do Desenvolvimento Econômico (OCDE).

O Pisa 2012 mostra que o Brasil teve bom desempenho em Matemática, mas a média continua baixa e o país figura entre a 57ª e 60ª posição em um ranking que tem 65 países.

Vai mal também nas Ciências, ocupando entre a 57ª e 60ª colocação. Vai mal também em Leitura, ficando entre a 54ª e 57ª posição.

Estar na 60ª posição em um ranking global de 65 países é estar na rabeira do ensino.

O ministro da Educação, Aloizio Mercadante vê o quadro dentro da perspectiva de que os resultados podem ser considerados bons levando-se em consideração os níveis de investimentos na Educação Pública brasileira.

Mercadante explica resultado fraco
"Estamos fazendo muito com menos investimentos", afirma Mercadante.

O Pisa é divulgado de três em três anos e é o indicador de referência e a mais importante pesquisa internacional de educação.

O desempenho em Matemática dos alunos brasileiros alcançou 391 pontos. É maior do que o desempenho em Matemática obtido no ano 2000, 334, mas está  aquém da média geral dos outros países, 494, e muito abaixo de Xangai, 610 pontos.

O desempenho do Brasil na Matemática se equipara aos desempenhos da Albânia, Jordânia, Argentina e Tunísia. Na América Latina, o Brasil está abaixo do Chile, México, Costa Rica e Uruguai.

O Brasil obteve 405 pontos em Ciências. Em 2000, essa média era de 375. Mesmo assim o país está significativamente abaixo da média geral de 501 pontos em 2012.

O Brasil em Ciências teve um desempenho semelhante da Tunísia, Jordânia, Argentina e Colômbia. Na América Latina, fica abaixo do Chile, Uruguai, México e Costa Rica.

Os alunos brasileiros subiram  em Leitura de 396, no ano 2000, para 410 em 2012. Apesar do aumento, o país fica abaixo da média que é de 496 pontos.

Em Leitura, o Brasil tem desempenho igual ao da Tunísia, Uruguai e Colômbia. Ficando abaixo, na América Latina, do Chile, México e Costa Rica.

Melhorou a presença de adolescentes nas escolas brasileiras. O índice de adolescentes matriculados nas escolas foi de 65% em 2003 para 78% em 2012.

O Brasil tem uma das taxas de repetência mais altas entre os países que participam do PISA. 36% dos estudantes de 15 anos já repetiram de ano no Ensino Fundamental ou no Médio.

O Brasil teve aumento na taxa de escolarização de jovens de 15 anos. A escolarização aumentou de 65% em 2003 para 78% em 2012.

O Brasil teve um aumento no número de matriculados na faixa de 15 anos, na 7ª  ou 8ª séries, da ordem de 425 mil estudantes, entre 2003 e 2012. Isso representa um aumento de 18%.

O Pisa 2012 mediu o rendimento de 510 mil estudantes de 15 anos de idade. Número representativo de um contingente de 28 milhões de alunos nessa faixa etária.

Nenhum comentário:

Postar um comentário