sábado, 21 de dezembro de 2013

RN: Empresas de pesquisas estudam criação de Selo de qualidade paragarantir credibilidade no mercado

As empresas devidamente registradas na Associação dos Institutos de Pesquisas do Rio Grande do Norte (Assinp) estudam a criação de Selo de qualidade como marca de garantia de credibilidade no mercado.

O objetivo é estabelecer um diferencial que estabeleça a necessária confiabilidade para qualquer cliente, seja ele privado ou público, na hora de contratar pesquisas.

A Associação dos Institutos de Pesquisas do Rio Grande do Norte reúne as empresas com estrutura técnica necessária para atuação no mercado de pesquisas. São empresas que contam com estatísticos, sociólogos e equipamentos específicos para o trabalho de pesquisa de campo, estatístico, e de leitura dos dados.
Mardone França e Fernando Figueiredo: apoio ao Selo
A proposta da criação do Selo, defendida pelo presidente do Sindicato das Agências de Propagandas (Sinapro), o publicitário Pedro Ratts, conta com o apoio dos Institutos de Pesquisas do RN.

Para o estatístico Paulo de Tarso, presidente da Consult Pesquisa, o selo será fundamental para qualificar e diferenciar o mercado de pesquisa no Rio Grande do Norte.

“A idéia é interessante, assim como outros segmentos estão trabalhando nesse sentido, como a própria publicidade e a construção civil”, disse Paulo de Tarso.

De acordo com o empresário Fernando Figueiredo, diretor do instituto Perfil Pesquisas Técnicas, o consumidor precisa saber de onde partem as pesquisas, principalmente durante período de campanha eleitoral.

Para ele, o selo visa diminuir a influência do chamando “instituto de ocasião” que aparece sempre em tempo de campanha eleitoral, principalmente pelo interior do estado.

Já diretor do instituto de pesquisa Certus, o estatístico e professor universitário Mardone França, as empresas filiada a Assinp precisam estar juntas em defesa do mercado e cada vez buscar meios de valorização e qualificação. “Nós temos uma grife, isso é o nosso diferencial no mercado”, ressalta Mardone França.

O presidente da Assinp, sociólogo e jornalista Tadeu Oliveira, agenda para meado de janeiro uma reunião com o segmento publicitário sobre a proposta do selo.

Nenhum comentário:

Postar um comentário