terça-feira, 28 de janeiro de 2014

Educação do RN: Professores entram em greve por tempo indeterminado

Professores decidem por greve
Os professores da rede estadual do Rio Grande do Norte decidem entrar em greve por tempo indeterminado a partir desta quarta-feira (29 de janeiro).

A definição é resultado da Assembleia que reuniu a categoria na manhã desta terça-feira (28) na Escola Estadual Winston Churchill, em Natal.

Os discursos durante a Assembleia dos professores foram de revolta com o Governo do RN pelo não cumprimento dos compromissos firmados em 2013.

Entre os compromissos mais falados estão o pagamento do abono prometidos aos funcionários das escolas e o pagamento das horas extras entre abril e dezembro de 2013.

Os professores cobram que o Governo do RN pague as horas extras no mês de fevereiro e estabeleça o reajuste da letra (acréscimo de 5% por novas qualificações e tempo de serviço) e dos abonos aos servidores.

Os professores também querem que o Governo manda à Assembleia Legislativa quatro projetos de lei referentes a carreira profissional e a benefícios para a categoria.

Na pauta de reivindicações dos professores estão: pagamento de uma letra para os professores; modificação da portaria 731/2013; permanência da letra da promoção vertical; mecanismo de concessão de licenças-prêmios; revisão do Plano de Carreira do Magistério; redimensionamento do porte das escolas e gratificação dos diretores; ajuste do déficit na correção salarial de 2013; convocação dos concursados; complementação na base salarial dos funcionários da educação.

Nenhum comentário:

Postar um comentário