domingo, 2 de fevereiro de 2014

Ceará-Mirim vacila: Cidade é descredenciada e perde profissionais do Mais Médicos

A cidade de Ceará-Mirim é descredenciada do programa Mais Médicos por não oferecer boas condições de moradia e alimentação para três médicos estrangeiros (02 espanhóis e 01 boliviano).

Os médicos chegaram a Ceará-Mirim no mês de setembro de 2013 e se viram sem assistência do poder público local e diante de precárias condições nas unidades básicas de saúde do município.

Diante do quadro lamentável, os médicos fizeram relato ao Ministério da Saúde.

O médico espanhol Alcides Maldonado, de 61 anos, já tinha mandado interditar dois  postos de saúde no distrito de Projeto Santa Águeda. Motivo: falta de água encanada, de luz elétrica, e das mínimas condições de funcionamento.
O posto interditado e o médico espanhol
A Comissão Estadual do Mais Médicos constatou em visita técnica de avaliação que realmente a situação dos três profissionais era precária.

A prefeitura de Ceará-Mirim chegou a ter um novo prazo para fazer adequações, mas preferiu não fazer.

Resultado: Ceará-Mirim, pelo visto,  não deve estar precisando de médicos. O município foi descredenciado e os três médicos transferidos para Natal, onde começam a atuar nesta terça-feira (03).

Profissionais do Mais Médicos de Ceará-Mirim serão remanejados para Natal.

Nenhum comentário:

Postar um comentário