terça-feira, 25 de fevereiro de 2014

Ufersa: estudantes de Engenharia de Pesca realizam prática em mar aberto

Estudantes aprendem em alto-mar
11 estudantes do curso de Engenharia de Pesca da Universidade Federal Rural do Semi-Árido (Ufersa) participam de atividade prática em mar aberto.

A aula prática, da disciplina Navegação II, levou os estudantes a cerca de 19 milhas mar à dentro na costa do município de Areia Branca.

A incursão nas águas profundas aconteceu no sábado 22 e marcou o encerramento do curso de extensão sobre o instrumento de navegação Ecobatímetro.

O curso, voltado para pescadores, foi ministrado pelo professor Marcelo Tubarão, tendo os universitários como monitores.

A atividade aconteceu à bordo de embarcação cedida pela Capitania dos Portos do RN. 

Os futuros engenheiros de pesca navegaram até o Porto Ilha de Areia, onde é escoado todo o sal produzido no Rio Grande do Norte. Na aula de campo, os universitários colocaram em prática toda a teoria assimilada em sala de aula.

A prática com o  Ecobatímetro
O Ecobatímetro é um instrumento de navegação que fornece informações precisas de profundidade, com representação gráfica sobre o relevo no fundo do mar, além de outras informações importantes como temperatura da água, velocidade, quantidade de combustível da embarcação, e localização de cardumes. “O equipamento dispõe de um sensor, o transdutor, que emite sinais sonoros de alerta aos navegantes”, explica a universitária de pesca, Julianna Paula do Vale Figueiredo.

Para o professor Marcelo Tubarão, a análise batimétrica possibilita aos navegantes à obtenção do mapa de profundidade, garantindo, dessa forma, maior segurança a navegação. “Muitas embarcações possuem o equipamento, mas o tripulante não sabe utiliza-lo”, afirma Marcelo Tubarão.

Nenhum comentário:

Postar um comentário