quinta-feira, 6 de fevereiro de 2014

Ufersa recebe universitárias de Moçambique para estágio

Ângela Chilaúde: estudo da apicultura
As estudantes Ângela Chilaúde e Manuela Bai, do curso de Agronomia da Universidade São Tomaz, de Moçambique, participam de estágio na Universidade Federal Rural do Semi-Árido (Ufersa) nos meses de fevereiro e março.

As estudantes vieram em busca de novas técnicas na área de apicultura e sementes. Na Ufersa Mossoró, ela recebem a orientação dos professores Patrício Maracajá e Salvador Torres, do Programa de Pós-Graduação.

A vinda das duas estudantes foi viabilizada pelo Programa de Incentivo à Formação Científica de Estudantes de Angola e Moçambique – PFCM/2014. 

O estágio segue aos moldes do Programa de Iniciação Científica do CNPq. Além de uma bolsa mensal de R$ 400,00, as estudantes têm custeadas pela Universidade a alimentação, alojamento e eventuais taxas de regularização de estrangeiros pagas ao departamento de Polícia Federal.

“A ideia é mostrar o manejo com as abelhas, bem como práticas agroecológicas com visitas ao campo e laboratórios da Universidade”,disse o professor Patrício Maracajá. 

“Queremos conhecer novas tecnologias para implantar em nosso país”, afirmou Ângela Chilaúle. 

A estudante adiantou que a realidade da Universidade dela é muito diferente. “Aqui, há muitos laboratórios para pesquisas, enquanto a nossa realidade é mais com aula de campo”, informou.

Manuela Bai também disse estar encantada com tantos laboratórios. “Muita coisa nova, o que nos deixa cheias de expectativas”, afirmou. 

As estudantes adiantaram ainda que, especificamente, com relação à apicultura o país dela tem como vantagem as chuvas que são regulares, diferente do nordeste brasileiro que convive com períodos prolongados de estiagem.

Nenhum comentário:

Postar um comentário