Pular para o conteúdo principal

Natal e região metropolitana podem ser decisivas nas eleições majoritárias do RN

Repórter Anote

Dizer que Natal e região metropolitana são decisivas em uma eleição majoritária no Rio Grande do Norte é chover no molhado. Os números da pesquisa 96 FM/Consult, divulgados na segunda-feira (16) para o pleito majoritário do Estado este ano apontam, mais uma vez, para uma decisão que virá de Natal e de sua região metropolitana.

Em 58 municípios pesquisados, de todas as regiões do Estado, o pré-candidato do PMDB ao governo do RN, deputado Henrique Alves, tem 38,24% das intenções de voto. Seu principal oponente, vice-governador Robinson Faria, do PSD, tem 22,88% de preferência. Robério Paulino, do PSOL, tem 0,88%, Simune Dutra, do PSTU, tem 0,82%, e Araken Farias, do PSL, alcançou 0,24% das intenções de voto.


Wilma: desempenho em Natal preocupa
O melhor desempenho de Henrique Alves é na região Central/Potengi, que abrange municípios como Lajes, Angicos, Pedro Avelino, Barcelona e São Paulo do Potengi, onde alcança 61,1%. Seu pior desempenho é na região Litoral/Agreste, que abrange municípios como Canguaretama, Baía Formosa, São José de Mipibu, Goianinha, Nova Cruz e Santo Antônio do Salto da Onça, onde fica com 30,2%.

É exatamente na região Agreste onde Robinson Faria tem seu melhor desempenho e fica à frente de Henrique Alves, alcançando 41%. O pior desempenho de Robinson é na região Central/Potengi, onde chega apenas aos 8,9%.

Os dados para o Senado Federal traz percentuais que merecem a atenção maior para uma análise da pesquisa. Wilma de Faria, (PSB), tem a preferência de 40,35% dos entrevistados, enquanto a deputada Fátima Bezerra, PT, fica na casa do 27,4%.  A professora Ana Célia, do PSTU, chega a 1,06%, Roberto Ronconi, do PSDC, tem 0,76% das intenções de votos. 

O melhor desempenho de Wilma de Faria é na região Oeste, onde ela alcança 56,4%. Seu pior desempenho é em Natal, ficando com 30%.

É exatamente em Natal o melhor desempenho de Fátima Bezerra, com 33,5% das intenções de voto. Seu pior desempenho é na região Oeste, onde fica com apenas 21,1%.

Esses dados indicam a possibilidade de Natal ser o fator definidor das eleições deste ano. O desempenho da vice-prefeita Wilma de Faria na cidade que conhece como a palma de sua mão, pode ser visto como insuficiente. E é exatamente nesse território que se dará a grande disputa.

A força da coligação liderada por Henrique Alves e Wilma de Faria, reunindo cerca de 20 partidos, e maioria dos deputados, prefeitos, vices, e vereadores, pode ser colocada em cheque exatamente na capital do Estado e municípios vizinhos.

As vantagens de Henrique e de Wilma poderiam ser vistas como confortáveis, mas o fator Natal acende a luz amarela.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

UFRN: Professora Selma Jerônimo recebe prêmio da Universidade de Iowa nos Estados Unidos

Trabalho de pesquisas desenvolvido pela professora Selma Jerônimo, da  Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN) na área de saúde pública, foi contemplado com o prêmio internacional Impact Award, concedido pela Universidade de Iowa, dos Estados Unidos. O prêmio é destinado à profissionais ou às instituições que colaboram com a Universidade de Iowa na construção de conhecimentos voltados para programas sociais que melhorem a vida das pessoas. Professora Selma Jerônimo A pesquisadora Selma Jerônimo, diretora do Instituto de Medicina Tropical da UFRN, é parceira da Universidade de Iowa desde o ano de 1996. Ela lembra a importância que está tendo o conhecimento gerado no próprio Instituto, na Escola Maternidade Januário Cicco, no Centro de Biologia da UFRN e no Departamento de Infectologia do Hospital Gizelda Trigueiro, para melhorar a vida das pessoas no Rio Grande do Norte. “A contribuição diária do IMT, MJEC, CB e do Departamento de Infectologia do HGT quebra o cic

Moacir de Lucena: o semeador de escolas

Moacir de Lucena e família em solenidade da UFRN (outubro de 2003) Matéria publicada na edição de novembro da Revista Foco English version Professor, tipógrafo, juiz, advogado, músico, jornaleiro, poeta, normalista, chefe escoteiro, esportista, animador cultural, educador itinerante.  Em sua trajetória de 100 anos de vida pelo Rio Grande do Norte, o oestano filho de Martins, Moacir de Lucena, procurou ser, acima de tudo, um servidor na luta pelo progresso social das pessoas. Desde cedo entendeu que esse progresso social só chegaria pela via da Educação.  Neste campo, de forma inovadora criou um método próprio de alfabetização com resultados concretos junto aos estudantes. Método que depois foi empregado com estardalhaço por Paulo Freire. Mas, Moacir de Lucena chegou antes, sem estardalhaço, sem propaganda, mas com a luminosidade das coisas feitas e da transformação extraordinária do analfabeto em alfabetizado. Entre as tentativas de definir Moacir de Lucena, seu filho L

7º SEL: UFRN prepara grande evento de Educação e Leitura para novembro

Reunião com a reitora sobre o 7º  SEL Matéria atualizada às 12h30 desta quinta-feira (2) Estão adiantados os preparativos para o 7º Seminário Educação e Leitura da Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN), um dos maiores eventos no gênero no país. O 7º Seminário Educação e Leitura (SEL) acontece de 11 a 14 de novembro no Centro de Convenções do Praiamar Natal Hotel, em Ponta Negra, e deverá reunir mais de 1.000 participantes de todas as regiões do Rio Grande do Norte e de várias partes do Brasil. Em reunião ocorrida na manhã desta quinta-feira (2) a reitora da UFRN, Ângela Paiva garantiu total apoio ao evento. Participaram da reunião no gabinete da reitoria, a professora Marly Amarilha, a diretora do Centro de Educação da UFRN, Márcia Gurgel, e a professora Ângela Naschold, da equipe de organização do Seminário. As inscrições estão abertas a partir desta quarta-feira (01) para ouvintes e para apresentação de trabalho ou oferta de minicurso.  Equipe do Se