domingo, 28 de setembro de 2014

Ufersa: Museu Sentimentos da Terra em Mossoró

Sala de cinema do museu itinerante
O caminhão-museu "Sentimentos da Terra" está em Mossoró expondo de várias formas a história de luta pela terra no Brasil.

O museu itinerante está aberto ao público na Estação das Artes Eliseu Ventania, na praça Rio Branco, centro, até este domingo (28).

A exposição faz parte da programação cultural da tradicional Festa da Liberdade e é desenvolvida por meio da parceria entre a Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG), pelo Projeto República e o Ministério do Desenvolvimento Agrário, tendo no Rio Grande do Norte a Ufersa (Universidade Federal Rural do Semi-Árido) como parceira.

A exposição utiliza várias linguagens historiográficas para tratar das formas de resistência camponesa e à história da luta pela terra no Brasil. Nesse cenário, divulga fatos e versões muitas vezes não conhecidas pelo púbico e distantes do que se considera "história oficial". 

Oferece conteúdos de maneira inovadora como no caso da Tenda de Caracterização, onde é possível vestir figurinos de personagens históricos da questão agrária no Brasil, registrando em fotos junto aos painéis temáticos montados no caminhão. Quem passar por lá pode se transformar em um barão do café, um padre jesuíta, um cangaceiro, ou personagens míticos como Chica da Silva e Antônio Conselheiro.

No Espaço da Imaginação podem ser consultados desde publicações e estudos sobre desenvolvimento rural a livros de arte relacionados ao tema, além de acesso a computadores e internet. A exposição Gira-Gira, na parte lateral do veículo, narra, em grandes painéis, a trajetória de personalidades envolvidas com a questão agrária brasileira, como Chico Mendes, Leonel Brizola e Elisabeth Teixeira.

A tecnologia de ponta também está presente no caminhão-museu, com duas salas de cinema, onde são exibidos 11 documentários feitos com recursos de animação em computação gráfica, que utilizam pinturas, fotografias, gravuras, ilustrações e documentos históricos em sua composição. Os vídeos são narrados por importantes nomes da cultura brasileira, como Chico Buarque, Gilberto Gil, Maria Bethânia, Regina Casé, entre outros.

Toda a programação visual e cenográfica da exposição é assinada pelo designer e cenógrafo Gringo Cardia. A curadoria historiográfica está a cargo de Heloísa Starling, coordenadora do Projeto República da UFMG.

O caminhão-museu Sentimentos da Terra está em circulação desde março de 2013. Já visitou 11 cidades em vários Estados brasileiros, como Belo Horizonte (MG), Jequitibá (MG), Pouso Alegre (MG), São Paulo (SP), Rio de Janeiro (RJ) e Salvador (BA). Mais de 22 mil pessoas já conheceram a mostra.

Nenhum comentário:

Postar um comentário