sexta-feira, 31 de outubro de 2014

Ufersa: Fazenda Rafael Fernandes é referência em pesquisa rural no Brasil

Estudantes pesquisam na Fazenda Rafael Fernandes
A Fazenda Rafael Fernandes da Universidade Federal Rural do Semi-Árido (Ufersa) tem se tornado referência na pesquisa rural no Brasil. Localizada na zona rural de Mossoró, na comunidade de Alagoinha, a 20 km do Campus Central da Ufersa, a fazenda conta com uma área de 416 hectares para as atividades de ensino, pesquisa e extensão.

O casarão da fazenda tem data de construção no final da década de 30, pelo Serviço de Plantas Têxteis, com recursos do Governo. “Eram terras de fomento”, lembra o pesquisador José Francismar de Medeiros, que há 14 anos realiza experimentos na localidade.

As primeiras pesquisas datam da década de 70, feitas pelo professor Jadilson Rubens de Castro, e eram voltadas para a produção de combustível (álcool), a partir do sorgo. “O experimento ocupava 20 hectares com diversas variedades da planta”, lembra o professor José Francismar que na época estudava Agronomia na Esam. 

Durante anos, o espaço ficou subutilizado, mas a partir da década de 80, o professor Paulo Sérgio, passou a utilizar a Fazenda para os seus experimentos. De lá para cá já foram realizados mais de 150 pesquisas com as mais diversas culturas como a do milho, feijão-caupi, girassol, essências florestais.

O professor Paulo Sérgio mantém nove experimentos, envolvendo estudantes de graduação e pós-graduação.Ele diz que a partir de 2000 outros professores também passaram a utilizar a Fazenda. “Além de um espaço de pesquisa, a Fazenda tem seu papel social ao disponibilizar água para as comunidades que estão em seu entrono”, afirma. São pesquisas com plantas frutíferas, hortaliças e também estudos relacionados com a salinização do solo. A Fazenda é muito utilizada para aulas práticas

O professor Paulo Sérgio acredita que com a perfuração de um segundo poço, feita no ano passado, com investimento de mais de R$ 2,2 milhões, a quantidade de experimentos aumente em decorrência da maior oferta de água. O novo poço tem capacidade para irrigar uma área de 21 hectares. “Há três anos frequento a Fazenda para obter experiência. A Universidade oferece transporte para o nosso deslocamento, assim ganhamos conhecimento profissional, realizando pesquisa de campo”, afirma a mestranda em Fitotecnia, Thaisy Gurgel.

Há oito meses, a Fazenda Experimental Rafael Fernandes é administrada pelo engenheiro agrônomo, Francisco das Chagas Gonçalves. Ele diz que a maior parte das atividades é feita por meio de projetos cadastrados na Pró-Reitoria de Extensão e Cultura. “Os professores aprovam juntos aos órgãos financiadores e colocam em prática com a participação dos bolsistas”, explica. A equipe é formada por dois agrônomos, dois auxiliares de agropecuária, um vigia e um motorista. A Fazenda dispõe ainda de um trator traçado, uma camionete e uma moto Honda, veículos que dão suporte as atividades.

A casa grande funciona como alojamento durante as atividades de ensino, pesquisa e extensão realizadas em Alagoinha. O espaço, que é climatizado, tem capacidade para abrigar ate 25 pessoas, em dormitórios com beliches e, cozinha para o preparo das refeições.

quarta-feira, 29 de outubro de 2014

Natal: 2ª edição do Foto Riografia do RN reúne grandes nomes da fotografia nacional

Evento reúne fotógrafos de ponta no país
Natal entra para o mapa da fotografia nacional com a realização de um dos maiores eventos do gênero no país. A 2ª edição do Foto Riografia do Norte, ocorrida nos dias 16, 17 e 18 deste mês, evidenciou o momento ascendente da fotografia na cena cultura do Estado e da região Nordeste.

O evento realizado nas dependências do IFRN Cidade Alta teve palestras, discussões e mostras, e envolveu nomes de peso na fotografia nacional. Nomes como o aclamado fotógrafoda cultura nacional, Miguel Chikaoka, o repórter fotográfico Paulo Rossi, e o responsável pela inclusão do projeto de regulamentação da profissão de fotógrafo no Congresso, João Cruz.

Se a fotografia ganha espaço e importância, o Foto Riografia do Norte tem acompanhado esse crescimento. Ano passado o evento foi bancado com recursos próprios do idealizador, o presidente da Associação Potiguar de Fotografia (Aphoto), Alex Gurgel. Este ano, o projeto foi aprovado na lei municipal e recebeu o patrocínio da Unimed Cultural.

terça-feira, 28 de outubro de 2014

UFRN sedia mais importante evento de pesquisa em Educação do Norte e Nordeste

A Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN) sedia o 22º Encontro de Pesquisa Educacional do Norte e Nordeste (Epenn) no período de 28 a 31 deste mês, na cidade de Natal. O evento, que tem a organização do Centro de Educação e do Programa de Pós-Graduação em Educação da UFRN, é considerado o mais importante de pesquisa em Educação das regiões Norte e Nordeste e um dos maiores do país. Durante o Encontro acontece também a Reunião Científica Regional da Anped (Associação Nacional de Pós-Graduação e Pesquisa em Educação).

O Epenn 2014 tem como tema “Pós-Graduação em Educação do Norte e Nordeste: produção de conhecimento, assimetrias e desafios regionais”. Para a professora Alda Maria Duarte Araújo Castro, coordenadora da Pós-Graduação em Educação da UFRN, a temática do evento tem relevância porque leva em consideração os desafios estabelecidos pela realidade social das diferentes regiões do país. “Entendemos que um grande desafio da pós-graduação brasileira é a distribuição mais equilibrada entre as regiões da produção do conhecimento científico e o investimento no campo educacional nas regiões Norte e Nordeste para o desenvolvimento de programas de excelência na avaliação da Capes (Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior)”, argumenta Alda Castro.

Professora Alda Castro
A realidade atual não é das mais promissoras para as regiões Norte e Nordeste. O Sudeste sozinho concentra 53% dos cursos de pós-graduação do Brasil e reúne 83% dos cursos de pós-graduação com desempenho no nível dos mais importantes centros internacionais de ensino e pesquisa. Em outras palavras, o Sudeste tem mais da metade do bolo dos cursos de pós-graduação no país e congrega 83% do que existe de melhor na pós-graduação brasileira. Trata-se de uma alarmante disparidade regional, que não desmerece o alto rendimento do Sudeste, mas que aponta para carências nas outras regiões do país.

“Para que haja maior equilíbrio entre as regiões no campo da pós-graduação, o Brasil necessita realizar, ainda, investimentos significativos na formação de mestres e doutores em regiões como a do Norte e do Nordeste, para que se construa caminhos mais promissores para suas inserções qualificadas e, portanto, mais competitivas no país. A falta desses investimentos colocará as regiões Norte e nordeste sempre em posição subordinada em relação a outras regiões que produzem mais conhecimento e mais tecnologia e que assumem, portanto, posições hegemônicas no país”, diz Alda Castro.

O Epenn terá 10 mesas temáticas, 08 sessões especiais e 25 grupos de trabalho durante os 03 dias de realização com discussões e debates sobre o quadro educacional e de exclusão social do país. É um grande evento que terá cerca de 1.700 pesquisadores e alunos da Pós-Graduação de todos os estados do Norte e do Nordeste. Acontecerá em diversos espaços do Campus Central da UFRN: auditório da Reitoria; Centro de Ciências Sociais Aplicadas; Centro de Ciências Humanas, Letras e Artes; Instituto Metrópole Digital; e Departamento de Educação Física.

A conferência de abertura ocorre no auditório da Escola de Governo, Centro Administrativo do Governo do Estado, e será ministrada pelo professor da UFRN, Antonio Cabral Neto, que falará sobre o tema do evento.

Na visão da professora Alda Castro, o Epenn tem buscado cumprir uma função de consolidar a Pós-Graduação nas regiões Norte e Nordeste com a promoção da difusão do conhecimento e a sinalização para o compromisso da sua comunidade acadêmica na busca de superar as grandes diferenças regionais que ainda perduram.

“A pós-graduação vem se consolidando no Brasil nas últimas décadas de forma expressiva. Acompanhando essa tendência as regiões Norte e Nordeste têm assistido a uma expansão considerável da sua pós-graduação, com a criação e aprovação de novos programas. De 2006 a 2012 a pós-graduação cresceu 32,8% no Nordeste e 36,2% no Norte, (dados da Associação Nacional dos Dirigentes das Instituições Federais de Ensino Superior, 2012), mesmo assim estamos distante de acompanhar o crescimento das regiões sudeste e sul que mantém a maior quantidade de Programa de Pós-graduação do País”, afirma Alda Castro. 

A ampliação da pós-graduação, ainda aquém do necessário, tem significado para as regiões Norte e Nordeste a oportunidade de formação de profissionais de alto nível acadêmico e científico para atuarem na educação básica e superior. Significa também o fomento de estudos, pesquisas e produção do conhecimento na área da educação.

A professora Alda Castro vê as conquistas da pós-graduação chegando às escolas do Ensino Básico. “Acredito que os programas de Pós-graduação das regiões Norte e Nordeste contribuem de forma significativa para a educação básica. Os Programas têm contribuído para formar mestres e doutores que desenvolvem importantes atividades, não só em Instituições de Ensino e Pesquisa, vinculados aos programas de Pós-Graduação de diversas Universidades, notadamente da rede pública, como em setores da administração pública e nos sistemas de ensino, principalmente na educação básica. A inserção dos egressos dos Programas de Pós-Graduação nesses diferentes setores tem impactado os sistemas educacionais de diferentes formas”, completa.

segunda-feira, 27 de outubro de 2014

Robinson Faria é eleito governador e rejeição derruba Henrique Alves

Por Isaias Oliveira
Revista Foco/AnoteRN

Robinson Faria é eleito governador do Rio Grande do Norte com 877.268 votos, 54,42 %, derrotando em segundo turno o deputado Henrique Alves que terminou com 734.801 votos, correspondendo a 45,58%.

A vitória de Robinson Faria neste domingo (26) pode ser vista como produzida por diversos fatores: o alinhamento direto com a candidatura de Dilma Rousseff, a aliança com o PT de Fátima Bezerra, a obstinação de um candidato que sempre acreditou na possibilidade de tornar realidade o sonho de governar seu estado, o apoio tardio da governadora Rosalba Ciarlini, a derrota de uma das principais lideranças adversárias para o Senado, Wilma de Faria, o insucesso de várias candidaturas da coligação adversária. Tudo isso representa apenas aspectos de um intrincado quebra-cabeças bem urdido pelo marketing da campanha do vitorioso Robinson.

Robinson Faria
Entretanto, são apenas peças com significância no tabuleiro eleitoral. O grande fator definidor do resultado das urnas do segundo turno do Rio Grande do Norte para governador passa necessariamente por uma espécie de plebiscito em que o povo, diante de um histórico de rejeição, decidiu se entregava o comando do poder executivo estadual a Henrique Alves ou não.

A rejeição a Henrique Alves (PMDB), propalada ao longo dos anos em prosa e verso, foi colocada novamente à prova em uma campanha majoritária, desta feita para o governo. Nas duas anteriores ele se aventurou a vôos menos ambiciosos e mais seguros, disputou a prefeitura de Natal, quando podia perder e continuar deputado federal. A rejeição a Henrique mostrou sua cara nessa eleição. Ouvimos de pessoas do povo que o candidato nada tinha feito pelo Rio Grande do Norte em seus 44 anos de vida pública.

O desconhecimento dos feitos de Henrique Alves no parlamento federal e a consequente aversão popular antecede ao uso da questão nos programas de seu adversário Robinson Faria. Esse desconhecimento sempre esteve presente na comunidade. Isso abre um outra vertente de análise: se o povo do Rio Grande do Norte desconhece as ações de Henrique como deputado federal, ou seu sistema de comunicação (o mais poderoso do Estado) não teve competência em divulgar, ou não quis divulgar, ou essas ações simplesmente não ocorreram. Quero crer que o deputado Henrique Alves tenha feito algo  pelo Estado nos seus 44 anos de Parlamento.

Devido a desconfiança de sua própria fragilidade, Henrique Alves tratou de mobilizar uma aliança política que contasse com a grande maioria da classe política e as principais lideranças do Estado. Dessa forma, garantiu a presença de Wilma de Faria (PSB) como candidata a senadora, o deputado João Maia (PR) como candidato a vice, o apoio do senador José Agripino e seu partido, o DEM, o apoio do presidente da Assembleia Legislativa e seu partido, o PROS, e de um amplo leque de outros partidos. 

Henrique Alves
Henrique também se articulou para não ter adversário de peso na disputa pelo governo. Com a decisão tomada pelo diretório do DEM, a governadora Rosalba Ciarlini teve negada uma candidatura a reeleição. O caminho estava aberto para Henrique Alves chegar ao governo do Rio Grande do Norte, apenas o atual vice-governador Robinson Faria (PSD) mantinha uma candidatura sem maiores perspectivas.

A solidão política de Robinson, contudo, foi superada com uma aliança com o PT da candidata ao Senado, Fátima Bezerra. Henrique viu isso acontecer, mas acreditou na força de seu verdadeiro timaço de lideranças. Essa crença se revelou um enorme equívoco, a aliança deu mais do que gás a Robinson, deu militância e acesso à juventude universitária. Deu também o alinhamento direto e legítimo ao governo petista de Dilma Rousseff, responsável por programas como o Bolsa Família, o ProUni e Minha Casa, Minha Vida. Alinhamento que  findou valendo para outras obras do governo federal no RN, várias delas com paternidade também requisitada pelo próprio Henrique Alves.

A força política de Wilma de Faria se revelou superestimada logo nas primeiras pesquisas. Com discurso antigo e pouca capacidade para mobilização, Wilma não foi páreo para a deputada petista Fátima Bezerra. O primeiro turno terminou com gosto amargo para Henrique Alves, mesmo vitorioso, viu sua mais forte aliada, Wilma de Faria ser derrotada fragorosamente para o Senado. Para completar, Henrique também acompanhou no primeiro turno as derrotas nefastas para os seus planos em Mossoró - perderam a deputada estadual Larissa Rosado, a deputada federal Sandra Rosado, a candidata a deputada federal, Fafá Rosado e o deputado estadual Leonardo Nogueira, e em Caicó - perdeu o deputado estadual Vivaldo Costa.

Enquanto Henrique Alves tinha que enfrentar um segundo turno com a companhia de vários derrotados de peso, Robinson já tinha o que comemorar no próprio dia da apuração do primeiro turno, a vitória de Fátima Bezerra para o Senado.

Começava a desmoronar o intrincado jogo montado por Henrique Alves. Com importantes companheiros de coligação descredenciados pelas urnas, Henrique viu o sonho de chegar ao governo começar a fazer água. Sua campanha começou o segundo turno de forma apática e, apesar dos esforços, terminou de maneira apática. Apatia que também o acompanhou e se fez presente em seus programas eleitorais de televisão.

Henrique Alves, mais uma vez, simplesmente não conseguiu entrar nas casas das pessoas. Não conseguiu conversar, ficou no território do discurso, mas sem ânimo e sem convicção. Não conseguiu entrar nas casas das pessoas através de sua mensagem, de seu discurso, e também literalmente. Apenas se limitou a andar nas ruas e acenar para pessoas que, embora desejosas de saber mais do candidato, findaram mantendo o histórico desconhecimento.

Os números da vitória de Robinson em Mossoró e na Grande Natal

Robinson Faria ganhou em Macaíba com 53,29%, 17.790 votos, contra 46,71%, 15.593 votos de Henrique Alves. Venceu em Natal com 52,02%, 175.433 votos, enquanto Henrique obteve 47,98%, 161.808 votos. Robinson ganhou em Mossoró  com 71,66%, 79.619 votos, enquanto Henrique alcançou apenas 28,34%, 31.484 votos. 

Robinson venceu em Parnamirim cm 57,76%, 43.918 votos, contra 42,24%, 32.120 votos dados a Henrique Alves.  Ganhou em Extremoz com 54,20%, 7.751 votos, enquanto Henrique obteve 45,80%, 6.550 votos. No município de São Gonçalo do Amarante venceu Henrique Alves com 51,46%, 22.007 votos, Robinson Faria obteve 48,54%, 20.757 votos. 

sexta-feira, 24 de outubro de 2014

Novo Hamburgo: Feira de ciência e tecnologia sul-americana tem pesquisadores do RN

Estudantes de três cidades do Rio Grande do Norte participam com projetos da Mostratec, considerada uma das maiores feiras de ciências do continente sul-americano, que acontece este ano, em sua 29ª edição, na cidade de Novo Hamburgo, RS.

A Mostratec (Mostra Brasileira de Ciência e Tecnologia) será realizada no período de 28 a 31 deste mês. No mesmo período ocorre a Mostra Internacional de Ciência e Tecnologia. O evento é organizado pela Fundação Escola Técnica Liberato Salvano Vieira da Cunha, e reunirá cerca de 500 trabalhos de 22  países.

Estarão presentes na feira de Novo Hamburgo os potiguares Maraysa Araújo Silva e Iago Souza de Medeiros, do IFRN Natal, com o projeto "CRAB - Veículo adpatado a cadeirantes para mobilidade em praias" (orientação dos educadores Arthur Salgado de Medeiros e João Teixeira de Carvalho Neto); Stella Layse da Silva Lima, Júlia Caroline Ribeiro de Carvalho e Ian Rassari Salviano do Amaral, do IFRN Currais Novos, com o projeto "Reciclagem de papel - aproveitamento de resíduo e inovação tecnológica" (orientação dos educadores Roberto Rodrigues Cunha Lima e Francisco Pio de Souza Antas). 

Vitor Rodrigues Greati, Rayane Lunara Catarino Dantas de Medeiros e Alex Filipe Câmara Batista Santos, IFRN, com o projeto "Scorpion - Sistma de tratamento de águas para reuso" (orientação do educador Roberto Rodrigues Cunha Lima; Maria Clara Silva de Melo e Lucas Soares Pereira Barros e Liliane Soares de Castro Bezerra, IFRN, com o projeto "Monitoramento de acumuladores de água usando arduíno"(orientação dos educadores Ivanilson França Vieira Júnior e Ronaldo Medeiros); Romário da Costa Vieira, Rita de Cássia Lima da Silva e João Emanuel da Silva Gomes, da Escola Estadual Valdemiro Pedro Viana - Apodi, com o projeto "Cooperativismo em Apodi-RN: um estudo de caso sobre a Coopapi no PNAE" (orientação dos educadores Joelina Adriana da Silva Góis e Maxwell da Silva).

terça-feira, 21 de outubro de 2014

Plataforma oferece chance de estudantes simularem desempenho no ENEM e aprovação no SiSU

A plataforma Evolucional oferece a oportunidade para os estudantes simularem seu desempenho no ENEM (Exame Nacional de Nível Médio) e aprovação no SiSU (Sistema de Seleção Unificada) com vistas ao ingresso no ensino superior.

Os estudantes que se preparam para o ENEM, no período de 18 a 26 deste mês, podem fazer gratuitamente, via online, um simulado que permitirá relatório completo de desempenho, com nota calculada usando a mesma metodologia aplicada pela instituição responsável pela aplicação do exame, o INEP. O simulado promete mostrar também os pontos fortes e fracos do candidato e oferece uma ferramenta de pesquisa capaz de apontar em quais cursos e universidades o estudante conseguiria entrar com sua nota do simulado, tendo como base as pontuações exigidas no ano anterior.

O simulado é feito em parceria com a página Entenda o Enem com Mateus Prado e com o Cursinho Henfil, e  está aberto a todos que se inscreverem no Simulado Evolucional.

Para aproximar-se da experiência do Enem oficial, o simulado também será composto de duas provas com 90 questões cada – uma com questões de Ciências da Natureza e Ciências Humanas e a outra com questões de Matemática e Linguagens e Códigos – todas elaboradas em conformidade com a matriz de competências e habilidades do Enem. Além disso, ao iniciar uma das provas, o estudante terá o prazo de 4h30 ininterruptas para concluí-la, não sendo possível pausar ou reiniciar. O aluno poderá consultar uma página exclusiva com seus resultados no site a partir do dia 3 de novembro.

Fazendo o simulado, o estudante poderá acessar suas notas em uma página pessoal na área restrita. Os resultados ficarão organizados por área de conhecimento, comparáveis com a nota do Enem, e apresentarão gráficos mostrando seu posicionamento em relação aos demais estudantes que fizeram o simulado. Assim como na prova oficial, essas notas serão calculadas pela Teoria de Resposta ao Item (TRI), que leva em consideração a coerência pedagógica dos acertos caso a caso.

O ENEM, utilizado para o ingresso no Ensino Superior, acontecerá em 2014 nos dias 8 e 9 de novembro e conta com aproximadamente 8,7 milhões de candidatos inscritos.

O SiSU é uma plataforma online utilizada pelos estudantes que realizaram o Enem para concorrerem a vagas em instituições de ensino superior, inclusive universidades federais brasileiras. No primeiro semestre de 2014, foram ofertadas 171.756 vagas, distribuídas em 4.723 opções de cursos e universidades.

segunda-feira, 20 de outubro de 2014

Natal: Gerente de educação da Intel faz palestra no Instituto Metrópole Digital da UFRN

O gerente de educação da Intel, Rubem Saldanha, faz palestra no Instituto Metrópole Digital no dia 31 deste mês. A palestra terá tema "Intel nas universidades - o que isso significa para um estudante?", e ocorrerá no auditório B-205 do Centro Integrado de Vocação Tecnológica, no campus central da Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN), em Natal.

Na palestra, Rubem Saldanha abordará as tendências do mercado de Tecnologia da Informação e de sistemas embarcados com enfoque no saber e no conhecer necessários à preparação para o mercado de trabalho.

Rubem Saldanha é formado em Ciências da Computação pela Universidade Federal do Mato Grosso (UFMT), mestre em Novas Tecnologias Aplicadas ao Currículo pela Pontifícia Universidade Católica de São Paulo (PUC-SP) e trabalha com suporte ao desenvolvimento de atividades curriculares nas universidades brasileiras.

sábado, 18 de outubro de 2014

Natal: Professora da rede estadual é homenageada por sua iniciativa didática


Vereadora Júlia Arruda e professora Mytercia Bezerra
A professora Mytercia Bezerra da Silva recebe homenagem na Câmara Municipal de Natal por sua iniciativa de criar jogos didáticos de ensino para melhorar a aprendizagem dos alunos.

A homenagem, que aconteceu em alusão do dia do professor, aconteceu em sessão solene da Câmara Municipal de Natal, na manhã da sexta-feira (17), por iniciativa da vereadora Eleika Bezerra. Na oportunidade foi entrega a educadores que se destacaram na Educação, a Comenda Anísio Teixeira.

A professora Mytercia Bezerra recebeu a homenagem das mãos da vereadora Júlia Arruda. Mytercia é professora de Ciências da Secretaria Estadual de Educação e da Secretaria Municipal de Educação de São Gonçalo do Amarante. É especialista em Gestão Ambiental, atua na educação ambiental, educação sexual e educação especial. É hoje uma referência educacional no campo da produção e utilização de jogos didáticos para a melhoria da aprendizagem dos alunos.

“Estar aqui é algo muito gratificante porque eu estou representando uma categoria de colegas, de profissionais, que neste momento estão no exercício da sala de aula, contribuindo para melhorar a educação pública do nosso estado”, disse Mytercia.

quinta-feira, 16 de outubro de 2014

Copa da Mulher de Futebol 2014 tem São José de Mipibu como campeão

Seleção de São José de Mipibu
A seleção feminina de futebol de São José de Mipibu é a ganhadora da Copa da Mulher de Futebol 2014 ao vencer na final a seleção de Lajes por 3 X 0.

O certame foi realizado na cidade de Santa Cruz, no Estádio Ibezrê Ferreira de Souza (Iberezão), no período de 8 a 11 deste mês. Disputaram a competição as seleções municipais mais competitivas do futebol feminino no Estado - São José de Mipibu, Santa Cruz, Tangará, Guamaré, Boa Saúde e Lajes.

O evento, em sua segunda edição, é organizado e promovido pela Secretaria do Esporte e do Lazer do RN em parceria com o Fórum Estadual de Secretários e Gestores Municipais do Esporte e do Lazer do RN (Fesmel) e prefeitura de Santa Cruz.

A terceira colocação fi foi realicou com a seleção de Santa Cruz e na quarta posição a seleção de Guamaré.

A seleção de São José de Mipibu foi formada pelas atletas, Rita de Cássia, Fabiane Ferreira, Edileide Mendes, Tatiane de Brito Emili Marcela, Maria Vitóriaa, Elizabethe Florencio, Janiele Lopes, Joana Jarles, Jara Beatriz, Jortissa Micaele, Maria Ivanelma, Maria das Graçasa, Maria Luciane , Maria Dalvaci, Edivania da Silva, Léia dos Santos, Marcileide Silva e Vivia Dias da Silva, tendo como chefe da delegação o  professor José Dalmo e  como técnico, o prof. Ednaldo.

A presença marcante na Copa da Mulher ficou por conta da ex atleta da seleção brasileira feminina de futebol, Maicon Jackson dos Santos,  representando o Ministério do Esportena condição de coordenadora Geral de Futebol Feminino.

O Certame foi iniciado na última quarta feira com a presença marcante da Senhora Governadora do Estado, Rosalba Ciarlini, além da Prefeita de Santa Cruz Dra. Fernanda Costa que fizeram as suas saudações as atletas e os demais participantes. 

"Estamos consolidando o futebol feminino no Rio Grande do Norte. Nós temos boas e competitivas seleções, além de grandes jogadoras. Estamos trabalhando junto com o Ministério do Esporte para transformar a Copa da Mulher de Futebol em um evento que possa ter a sua etapa nacional ", afirmou o secretário Joacy Bastos, titular da pasta do Esporte e do Lazer do RN. 

quarta-feira, 15 de outubro de 2014

UFRN: Eleição para reitor terá duas chapas

A eleição para reitor da Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN) acontece no dia 11 de novembro, em primeiro turno, com duas chapas na disputa.

Disputa pela reitoria da UFRN
A chapa 1 - Alma Mather UFRN, é encabeçada pelo professor Carlos Chesman de Araújo Feitosa, para o cargo de reitor, e Rubens Eugênio Barreto Ramos, para vice; e a chapa 2 - Avanços e Desafios, tem  Ângela Maria Paiva Cruz disputando a reeleição para reitora e José Daniel Diniz de Melo, como seu vice.

As inscrições das chapas foram homologadas no final da tarde da sexta-feira (10) pela comissão coordenadora do processo eleitoral da UFRN.

O professor titular do Departamento de Física do Centro de Ciências Exatas e da Terra (CCET),

Carlos Chesman de Araújo Feitosa, é doutor em Física Experimental e professor associado do Departamento de Engenharia Civil; e Rubens Eugênio Barreto Ramos é doutor em Engenharia de Produção.

A professora associada do Departamento de Filosofia da UFRN, Ângela Maria Paiva Cruz é doutora em Educação, e o professor do Departamento de Engenharia Civil, José Daniel Diniz de Melo é doutor em Engenharia Mecânica.

segunda-feira, 13 de outubro de 2014

UFRN: Editais de concursos oferecem mais de 100 vagas para professor

A Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN) está com cinco editais abertos para contratação de professores efetivos em diversas áreas. Três editais são para o cargo de professor de magistério superior e dois para professor de Ensino Básico e Tecnológico.

UFRN abre concurso
As inscrições para os campi Central e Currais Novos estão abertas até o dia 24 de outubro. As taxas de inscrição custam R$ 80 para a classe de auxiliar e R$ 140 para adjunto. São 12 vagas para a área de LIBRAS. 

Para a Faculdade de Ciências do Trairi (FACISA) e para o Instituto Metrópole Digital (IMD) são 23 vagas e as inscrições vão até o dia 15 de outubro. O valor da varia de R$ 60 a R$ 220, de acordo com a carga horária.

Nos editais para professores de ensino básico, técnico e tecnológico, é ofertada uma vaga para o Instituto Metrópole Digital e uma para a Escola de Enfermagem. 

Os editais estão disponíveis no endereço www.sigrh.ufrn.br.

Natal: Hospital Giselda Trigueiro capacita profissionais para tratar de pacientes com suspeita de Ebola

Divulgação da Secretaria de Saúde do RN informa que o Hospital Giselda Trigueiro fará curso básico de capacitação de Protocolo de Vigilância e Manejo de pacientes com suspeita de doença pelo Vírus Ebola (DVE). A capacitação acontece  na próxima quarta-feira (15), às 8h, nas dependências do Hospital, na cidade de Natal.

O objetivo é capacitar o corpo clínico do "Giselda Trigueiro" para que sirva como multiplicadores dos procedimentos e medidas de precaução, que devem ser seguidas se constatado algum caso suspeito do vírus.

De acordo com o diretor técnico do Giselda Trigueiro, Carlos Mosca, o hospital está empenhado em capacitar todos os seus profissionais de saúde para atender caso suspeito de Ebola adotando os procedimentos de biossegurança necessários. Além disso, segundo ele, mesmo ainda não havendo casos registrados no país é importante que os profissionais de saúde estejam atentos aos processos de notificações junto as Secretarias Municipal e Estadual de Saúde, para o rápido acionamento do plano nacional.

“Durante o curso, os servidores serão orientados em todos os níveis, desde o acolhimento dos pacientes e familiares, à importância do uso correto dos equipamentos de proteção individual, manipulação de excrementos, os riscos da exposição, logística para isolamento do pacientes entre outros”, disse Carlos Mosca.

quarta-feira, 8 de outubro de 2014

UFRN: Diretor do Instituto do Cérebro faz palestra no Instituto de Tecnologia de Massachusetts

O neurocientista Sidarta Ribeiro, diretor do Instituto do Cérebro  da Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN), faz palestra no Instituto de Tecnologia de Massachusetts (ITM), Estados Unidos.

Sidarta Ribeiro
A palestra “From Songs to Symbols, from Calls to Speech Graphs” foi ministrada na manhã da segunda-feira (6) no McGovern Institute for Brain Research do ITM, centro americano referência mundial em pesquisa de tecnologia.

Sidarta Ribeiro falou da complexidade da comunicação humana relacionada à evidência de que a linguagem representa um salto evolutivo. Em sua fala analisou características de humanos, primatas e aves canoras, utilizando a “Teoria dos Grafos” para mostrar que a linguagem humana compartilha muitas características com outros sistemas de comunicação animal, mas se distingue pela capacidade de compor símbolos de forma recursiva.

O cientista também tratou das características estruturais do discurso que podem ser usadas para diferenciar quantitativamente indivíduos esquizofrênicos e bipolares em fase maníaca de indivíduos não-psicóticos ou pacientes com doença de Alzheimer e pacientes com comprometimento cognitivo moderado.

Sidarta ainda mostrou os resultados de sua pesquisa como indicativo de que a análise de grafos das vocalizações é fundamental para o estudo de déficits relacionados à linguagem em seres humanos, além da possibilidade de aplicação em modelos animais.

O McGovern Institute for Brain Research é um centro de pesquisa do cérebro integrante do Instituto de Tecnologia de Massachusets, conduzido por uma equipe de neurocientistas de renome mundial, com objetivo de buscar compreender como ocorre o funcionamento cerebral e descobrir novas formas de prevenir ou tratar doenças do cérebro.

Ufersa: Pesquisas mostram viabilidade para cultivo da uva em Mossoró

Uva de qualidade na Fazenda Experimental da Ufersa
Pesquisas feitas por professores e alunos na Fazenda Experimental Rafael Fernandes, da Universidade Federal Rural do Semi-Árido (Ufersa), atestam a viabilidade para o desenvolvimento do cultivo da uva na região de Mossoró.

Os dados obtidos no ensaio em Mossoró permitiram mostrar com clareza a possibilidade de cultivo de uvas de mesa. Os pesquisadores observaram, por exemplo, a propriedade de se optar pelo cultivo da variedade Isabel Precoce, mais tolerante às principais doenças fúngicas que atacam a videira.

A constatação dos resultados obtidos está na pesquisa “Produção de uva de mesa com baixo impacto ambiental no Vale do Mossoró-Açu”, na qual foram avaliados os fatores de produção, pós-colheita e fenologia das plantas em produção. 

A pesquisa concluiu que a uva de mesa pode ser cultivada com sucesso na região e que qualquer um dos três tipos estudados, Niágara Rosada, Itália Melhorada e Isabel Precoce, podem ser explorados comercialmente com sucesso.

A Fazenda Experimental Rafael Fernandes tem uma área de 416 hectares e está localizada na zona rural de Mossoró, na localidade de Alagoinha, a uma distância de 20 km do Campus Central da Ufersa.

terça-feira, 7 de outubro de 2014

Natal: Exposição Faixa de Areia está no Teatro de Cultura Popular

Vendedor expõe pinturas na praia de Ponta Negra
A exposição Faixa de Areia do fotógrafo potiguar Newton Bruno está aberta no Teatro de Cultura Popular, no bairro do Tirol, em Natal. A mostra retrata o cotidiano de trabalhadores ambulantes na Praia de Ponta Negra, em Natal.

Newton Bruno é natural de Nísia Floreste e dedica-se à fotografia há 10 anos. Além do projeto Faixa de Areia, realizou uma cobertura sobre a maior estiagem dos últimos cinquenta anos, ocorrida no Rio Grande do Norte, e possui em desenvolvimento o projeto Papari, em que retrata a lagoa, de mesmo nome, localizada na cidade de Nísia Floresta.

Newton Bruno conta ainda com diversas fotografias na galeria da National Geographic Brasil. Em 2008, conquistou o primeiro lugar por votação, no Brasil, do concurso World View da Sony Ericsson. Em novembro deste ano, três fotografias da exposição Faixa de Areia serão expostas em Bogotá, na Colômbia, no Salão Latino-Americano de Fotografia Documental, em Bogotá, Colômbia.

Faixa de Areia permanece em cartaz até o dia 07 de novembro com horário de visitação é das 8h30 às 17h.

domingo, 5 de outubro de 2014

UFRN: Escola de Música promove curso de trilhas sonoras

As inscrições para o curso de trilhas sonoras oferecido pela Escola de Música da Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN) estão abertas até o próximo quarta-feira (15). O curso é ministrado pelo professor convidado Eduardo Camenietzki, do Rio de Janeiro, e faz parte do Projeto Maestro da Escola de Música.
Eduardo Camenietzki
O curso acontece de 3 a 7 de novembro, das 13h às 17h, no Mini-auditório da Escola de Música, no campus central da UFRN. 

Terá a temática “Técnicas de Comunicação e Participação nas Trilhas Sonoras”, e abordará tópicos como: Música para animação; Introdução à teoria de trilhas sonoras, Sincronismo audiovisual e Técnicas transmutadas contemporâneas.

As inscrições são gratuitas e abertas a toda a comunidade acadêmica, sendo realizadas exclusivamente pelo site no Núcleo de Arte e Cultura (NAC-UFRN), no endereço  www.nac.ufrn.br. Será concedido certificado de 20h de participação aos que comparecerem no mínimo a 75% das aulas.

Os participantes farão uma trilha para um vídeo que está em produção por alunos e professores do Departamento de Artes (DEART) da UFRN. O produto final será exibido, publicamente, em evento a ser realizado no Centro de Convivência.

sábado, 4 de outubro de 2014

RN: Secretaria de Saúde tem projeto "Café com Ideias"

Café com Ideias na Secretaria de Saúde
A Secretaria de Saúde Pública do RN vem discutindo temas relevantes em sua área de atuação através do projeto "Café com Ideias". Na sexta-feira (3), técnicos da Secretaria discutiram em evento do projeto realizado na sede do órgão, em Natal, o tema "“Todos os entes são plenos. A quem compete a responsabilidade sobre o Sistema?”. 

Tema inteiramente dedicado aos níveis de responsabilidades e competências dentro do Sistema Único de Saúde (SUS). O evento contou com a participação da apoiadora de articulação interfederativa do Ministério da Saúde no Rio Grande do Norte, Solane Maria Costa e a coordenadora de Planejamento da Secretaria de Saúde, Terezinha Rêgo. 

Em forma de bate papo, as palestrantes discutiram sobre a garantia dos princípios do Sistema Único de Saúde (SUS), com destaque à integralidade, universalidade, equidade e a hierarquização no que se refere à responsabilidade de funcionamento do sistema.

Além das mediadoras, participaram do debate, membros das Defensorias Públicas da União e do Estado, Procuradoria Geral do Estado, e equipes do SUS Mediado.

quinta-feira, 2 de outubro de 2014

UFRN: Escritor Pedro Bandeira vai abrir Cientec 2014

Escritor Pedro Bandeira
Matéria atualizada às 11h33 desta segunda-feira (20)

A conferência de abertura da Cientec 2014 será feita pelo escritor e pesquisador paulista Pedro Bandeira e terá como tema "Ler ou não ser".

O evento de abertura acontece no dia 21 deste mês, às 9h, no auditório da Escola de Música, no campus central da Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN), em Natal.

Pedro Bandeira tem mais de 80 livros publicados voltados, em sua maioria, para o público infanto-juvenil. 

Em sua obra, destacam-se os livros  “A droga da obediência”, “O fantástico mistério de Feiurinha” e “A marca de uma lágrima”.

A vigésima edição da Cientec (Semana de Ciência, Tecnologia e Cultura da UFRN) será realizada no período de 21 a 24 deste mês.

quarta-feira, 1 de outubro de 2014

UFRN: Programa americano promove intercâmbio cultural voltado para a dança

Deborah Irons e dançarinos da UFRN
O programa americano Partners of the Americas (Companheiros das Américas) promove o Intercâmbio Cultural Brasil - Estados Unidos: Internacionalização da dança na UFRN". O programa é desenvolvido no âmbito da UFRN (Universidade Federal do Rio Grande do Norte) pelo Departamento de Artes.

No mês de setembro, a UFRN recebeu a presença da dançarina americana Deborah Irons que ministrou oficinas de dança na UFRN abordando a linguagem do jazz, do hip-hop e da dança moderna. Deborah Irons tem uma escola de dança nos Estados Unidos e trabalha na área há mais de 30 anos.

A professora Deborah Irons disse que as oficinas tiveram foco no Jazz, mas a coreografia incorporou ritmos brasileiros como o samba e as danças populares. “Eu aprendo bastante com essa mistura”, afirmou Deborah. A dançarina informou que as oficinas foram mais práticas do que teóricas e que os alunos exploraram recursos de improvisação para realizar as coreografias.

Segundo a diretora do NAC (Núcleo de Arte e Cultura da UFRN), Teodora de Araújo Alves, as oficinas complementaram a formação dos alunos do curso de Licenciatura em Dança da Universidade. “Nós solicitamos que viesse um profissional com experiência em jazz e em dança moderna, porque aqui no Brasil, a gente pouco encontra essa linguagem de uma forma mais original”, explica.

Estudantes do curso de Licenciatura em Dança da UFRN, integrantes de escolas e companhias de dança de Natal e profissionais da área participaram das aulas do intercâmbio. Teodora Alves ressalta que todos se mostraram satisfeitos em produzir conhecimento junto com a professora Deborah Irons.

Para marcar o encerramento do Intercâmbio, o grupo se apresentou no Shopping Midway Mall. A apresentação intitulada “Felicidade Potiguar” contou com a participação de quatro projetos de extensão da área de dança da Universidade: Gaya Dança Contemporânea, Contato e Improvisação, Grupo de Dança da UFRN e Grupo Pau e Lata.

Os setores envolvidos da UFRN e o programa de intercâmbio Companheiros das Américas planejam, para 2015, a ida de um profissional da Universidade ao estado americano do Maine para continuar o processo de capacitação.