Pular para o conteúdo principal

RN: Bombeiros registram aumento em ocorrências com abelhas

O Corpo de Bombeiros do Rio Grande do Norte registrou 850 atendimentos de captura de abelhas de janeiro a agosto de 2014 em Natal e região metropolitana. Isso representa 6% a mais do que o ocorrido no mesmo período do ano passado quando foram registrados 799 casos. 

De acordo com dados da Central de Gerenciamento de Emergência e Defesa Civil do Corpo de Bombeiros, durante o período de reprodução das abelhas – setembro a fevereiro - aumenta em três vezes o perigo de ataques por causa da defesa em relação a presença externa de homens e animais. Por ano, a Corporação chega a contabilizar cerca de 1.500 atendimentos na Grande Natal.
Aumentam ocorrências com abelhas

"Nesse período do ano os índices devem subir ainda mais. Atualmente, recebemos uma média de 15 chamadas diárias para atendimento a enxames na região metropolitana", detalha o Coronel Elizeu Lisboa Dantas, comandante geral do Corpo de Bombeiros.

Para tentar minimizar os efeitos negativos dos ataques, o Corpo de Bombeiros possui uma guarnição exclusiva do Serviço de Defesa Ambiental para este tipo de atendimento.

“O Corpo de Bombeiros está priorizando os casos de emergência e atendendo os casos mais simples por agendamento por meio do telefone 193. Estamos intensificando as ações contra os ataques de abelhas dentro de residências, escolas, hospitais e em estabelecimentos comerciais, mas pedimos que os potiguares não tentem exterminar os enxames porque é perigoso", orienta o coronel.

Para evitar problemas, o Corpo de Bombeiros Militar recomenda os seguintes
cuidados: Uso de roupas claras, pois as escuras atraem abelhas; Evitar movimentos bruscos e excessivos quando nas proximidades de colmeias; Evita operar qualquer máquina barulhenta próximo a colmeias; examinar a área de trabalho antes de usar equipamentos motorizados; Ensinar as crianças a se precaverem e não molestarem as abelhas; Perguntar ao seu médico sobre o que fazer caso a pessoa seja alérgica a picadas; correr em zigue-zague no caso de ficar diante de um enxame de abelhas, pois elas se deslocam juntas em linha reta; se for atacado, proteger das picadas o pescoço e o rosto, com a ajuda de uma camisa ou outra vestimenta.

Os Bombeiros também orientam que pessoas alérgicas a picada de insetos devem evitar caminhadas em áreas de mata, pois para quem é sensível ao veneno da abelha, apenas uma picada pode ser suficiente para gerar um choque anafilático.

Caso perceba a formação de um enxame, a população pode chamar o Corpo de Bombeiros (pelo telefone 193), que acionará os militares para fazer a captura das abelhas.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

UFRN: Professora Selma Jerônimo recebe prêmio da Universidade de Iowa nos Estados Unidos

Trabalho de pesquisas desenvolvido pela professora Selma Jerônimo, da  Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN) na área de saúde pública, foi contemplado com o prêmio internacional Impact Award, concedido pela Universidade de Iowa, dos Estados Unidos. O prêmio é destinado à profissionais ou às instituições que colaboram com a Universidade de Iowa na construção de conhecimentos voltados para programas sociais que melhorem a vida das pessoas. Professora Selma Jerônimo A pesquisadora Selma Jerônimo, diretora do Instituto de Medicina Tropical da UFRN, é parceira da Universidade de Iowa desde o ano de 1996. Ela lembra a importância que está tendo o conhecimento gerado no próprio Instituto, na Escola Maternidade Januário Cicco, no Centro de Biologia da UFRN e no Departamento de Infectologia do Hospital Gizelda Trigueiro, para melhorar a vida das pessoas no Rio Grande do Norte. “A contribuição diária do IMT, MJEC, CB e do Departamento de Infectologia do HGT quebra o cic

Moacir de Lucena: o semeador de escolas

Moacir de Lucena e família em solenidade da UFRN (outubro de 2003) Matéria publicada na edição de novembro da Revista Foco English version Professor, tipógrafo, juiz, advogado, músico, jornaleiro, poeta, normalista, chefe escoteiro, esportista, animador cultural, educador itinerante.  Em sua trajetória de 100 anos de vida pelo Rio Grande do Norte, o oestano filho de Martins, Moacir de Lucena, procurou ser, acima de tudo, um servidor na luta pelo progresso social das pessoas. Desde cedo entendeu que esse progresso social só chegaria pela via da Educação.  Neste campo, de forma inovadora criou um método próprio de alfabetização com resultados concretos junto aos estudantes. Método que depois foi empregado com estardalhaço por Paulo Freire. Mas, Moacir de Lucena chegou antes, sem estardalhaço, sem propaganda, mas com a luminosidade das coisas feitas e da transformação extraordinária do analfabeto em alfabetizado. Entre as tentativas de definir Moacir de Lucena, seu filho L

7º SEL: UFRN prepara grande evento de Educação e Leitura para novembro

Reunião com a reitora sobre o 7º  SEL Matéria atualizada às 12h30 desta quinta-feira (2) Estão adiantados os preparativos para o 7º Seminário Educação e Leitura da Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN), um dos maiores eventos no gênero no país. O 7º Seminário Educação e Leitura (SEL) acontece de 11 a 14 de novembro no Centro de Convenções do Praiamar Natal Hotel, em Ponta Negra, e deverá reunir mais de 1.000 participantes de todas as regiões do Rio Grande do Norte e de várias partes do Brasil. Em reunião ocorrida na manhã desta quinta-feira (2) a reitora da UFRN, Ângela Paiva garantiu total apoio ao evento. Participaram da reunião no gabinete da reitoria, a professora Marly Amarilha, a diretora do Centro de Educação da UFRN, Márcia Gurgel, e a professora Ângela Naschold, da equipe de organização do Seminário. As inscrições estão abertas a partir desta quarta-feira (01) para ouvintes e para apresentação de trabalho ou oferta de minicurso.  Equipe do Se