Pular para o conteúdo principal

RN tem melhor desempenho da história nos Jogos Escolares Brasileiros com 27 medalhas conquistadas em 2014

RN brilha no Salto em Distância
O Rio Grande do Norte alcança desempenho histórico e recordista na edição nacional dos Jogos Escolares da Juventude (Jogos Escolares Brasileiros) de 2014 com a conquista de 27 medalhas. Foram 13 medalhas na categoria de 12 a 14 anos, realizada no período de 4 a 13 de setembro na cidade de Londrina, PR, e 14 medalhas na categoria de 15 a 17 anos, que ocorreu entre 6 e 15 deste mês na cidade de João Pessoa, PB.

Os Jogos Escolares da Juventude, categoria de 15 a 17 anos, são considerados pelo próprio COB (Comitê Olímpico Brasileiro) com o maior evento do desporto escolar do Brasil. Na edição de 2014 alcançou a marca de mais de 4.000 jovens atletas na disputa de medalhas em 13 diferentes modalidades esportivas, nos naipes masculino e feminino. E foi dentro dessa competição de grande disputa e alto nível técnico que o Rio Grande do Norte fez bonito.

O atleta potiguar Lucas Basílio, 17 anos, conquistou a medalha de ouro no Salto em Distância batendo o recorde brasileiro nos Jogos Escolares com a marca de 7,44 metros. Esse resultado coloca Lucas Basílio, aluno/atleta do Colégio Marista Champagnat de Natal, entre os cinco melhores do mundo em sua faixa etária.

A atleta Larissa Maria Oliveira, 15 anos, conquistou a medalha de prata na Luta Olímpica feminina, categoria menos de 70 quilos. "Achei muito legal a experiência. Tudo estava muito organizado pela Secretaria de Esporte do nosso Estado. Isso nos deu segurança e ajudou no desempenho dos atletas", afirmou Larissa Maria, aluna do Êxito Colégio e Curso, de Natal.

O técnico vitorioso da Luta Olímpica feminino do RN, Fernando Antônio da Silva Ramos, destaca a competitividade do evento e a presença da Secretaria do Esporte do RN. "A competição foi de alto nível, mas devido o esforço da Secretaria do Esporte do Estado que tem contribuído com a Luta Olímpica e levado a modalidade para o interior através do programa RN Podium, somos hoje a segunda potência da Luta Olímpica no Esporte Escolar brasileiro.

Cibele Florêncio, 17 anos, atleta/aluna da Escola Estadual Alfredo Mesquita, obteve a medalha de bronze no Xadrez feminino, no Torneio Rápido (Blitz). Cibele fala do evento e da forma como a delegação do RN foi organizada: "A oportunidade de participar dos jogos nacionais é muito importante. A Secretaria do Esporte do Estado organizou tudo para nós atletas tivessem o conforto e a tranquilidade para competir”.

O técnico de Xadrez feminino, Diogo Rogério de Souza Simão, também ressalta a importância dos jogos: é uma experiência incrível. “Tivemos também um acompanhamento de todos os momentos por parte do pessoal da Secretaria do Esporte do Estado”.

O titular da pasta do Esporte e do Lazer do RN, Joacy Bastos, vê o desempenho histórico do Esporte Escolar do Estado como uma consequência do esforço empreendido por técnicos e escolas, tanto na capital Natal, como no interior, e do planejamento estratégico empreendido pela SEEL (Secretaria de Estado do Esporte e do Lazer) nos últimos quatro anos, focado na democratização do Esporte.

O secretário Joacy Bastos destaca o Programa RN Podium que vem sendo executado em algumas modalidades individuais como Luta Olímpica e Atletismo desde 2013, e nas modalidades coletivas de Handebol, Basquete e Futsal a partir deste ano de 2014. “Os frutos estão sendo colhidos com as conquistas de resultados expressivos e medalhas em diferentes modalidades disputadas nos Jogos Escolares da Juventude, tanto na categoria de 12 a 14 realizados em Londrina/PR em setembro passado, quanto na categoria de 15 a 17 anos em João Pessoa”, ressaltou Joacy Bastos.

Os Jogos Escolares da Juventude são promovidos pelo Comitê Olímpico Brasileiro com o devido controle e avaliação nas participações em nível nacional.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

UFRN: Professora Selma Jerônimo recebe prêmio da Universidade de Iowa nos Estados Unidos

Trabalho de pesquisas desenvolvido pela professora Selma Jerônimo, da  Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN) na área de saúde pública, foi contemplado com o prêmio internacional Impact Award, concedido pela Universidade de Iowa, dos Estados Unidos. O prêmio é destinado à profissionais ou às instituições que colaboram com a Universidade de Iowa na construção de conhecimentos voltados para programas sociais que melhorem a vida das pessoas. Professora Selma Jerônimo A pesquisadora Selma Jerônimo, diretora do Instituto de Medicina Tropical da UFRN, é parceira da Universidade de Iowa desde o ano de 1996. Ela lembra a importância que está tendo o conhecimento gerado no próprio Instituto, na Escola Maternidade Januário Cicco, no Centro de Biologia da UFRN e no Departamento de Infectologia do Hospital Gizelda Trigueiro, para melhorar a vida das pessoas no Rio Grande do Norte. “A contribuição diária do IMT, MJEC, CB e do Departamento de Infectologia do HGT quebra o cic

Moacir de Lucena: o semeador de escolas

Moacir de Lucena e família em solenidade da UFRN (outubro de 2003) Matéria publicada na edição de novembro da Revista Foco English version Professor, tipógrafo, juiz, advogado, músico, jornaleiro, poeta, normalista, chefe escoteiro, esportista, animador cultural, educador itinerante.  Em sua trajetória de 100 anos de vida pelo Rio Grande do Norte, o oestano filho de Martins, Moacir de Lucena, procurou ser, acima de tudo, um servidor na luta pelo progresso social das pessoas. Desde cedo entendeu que esse progresso social só chegaria pela via da Educação.  Neste campo, de forma inovadora criou um método próprio de alfabetização com resultados concretos junto aos estudantes. Método que depois foi empregado com estardalhaço por Paulo Freire. Mas, Moacir de Lucena chegou antes, sem estardalhaço, sem propaganda, mas com a luminosidade das coisas feitas e da transformação extraordinária do analfabeto em alfabetizado. Entre as tentativas de definir Moacir de Lucena, seu filho L

7º SEL: UFRN prepara grande evento de Educação e Leitura para novembro

Reunião com a reitora sobre o 7º  SEL Matéria atualizada às 12h30 desta quinta-feira (2) Estão adiantados os preparativos para o 7º Seminário Educação e Leitura da Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN), um dos maiores eventos no gênero no país. O 7º Seminário Educação e Leitura (SEL) acontece de 11 a 14 de novembro no Centro de Convenções do Praiamar Natal Hotel, em Ponta Negra, e deverá reunir mais de 1.000 participantes de todas as regiões do Rio Grande do Norte e de várias partes do Brasil. Em reunião ocorrida na manhã desta quinta-feira (2) a reitora da UFRN, Ângela Paiva garantiu total apoio ao evento. Participaram da reunião no gabinete da reitoria, a professora Marly Amarilha, a diretora do Centro de Educação da UFRN, Márcia Gurgel, e a professora Ângela Naschold, da equipe de organização do Seminário. As inscrições estão abertas a partir desta quarta-feira (01) para ouvintes e para apresentação de trabalho ou oferta de minicurso.  Equipe do Se