terça-feira, 30 de dezembro de 2014

Natal: Projeto de inclusão social da UFRN na Escola Berilo Wanderley deverá ser estendido a outros colégios públicos

Atividade do projeto de inclusão social da UFRN
O programa de inclusão social de alunos com necessidades especiais do projeto Trilhas Potiguares da Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN), existente na Escola Estadual Berilo Wanderley, em Natal, deverá ser estendido em 2015 para outros colégios públicos da capital.

A atividade piloto do projeto do projeto aconteceu no mês de novembro deste ano na Escola Berilo Wanderley, no Conjunto Pirangi. Na oportunidade, foram promovidas oficinas, peças teatrais e palestras sobre acessibilidade, bullying e alimentação saudável.O projeto é formado atualmente por 08 universitários bolsistas, 03 deles com deficiência auditiva, 02 com deficiência visual e 02 autistas.

Lúcia Regina, diretora do Berilo Wanderley, disse que o projeto trouxe mais conhecimento sobre a inclusão social. “O projeto oferece um olhar diferente. Percebemos que precisamos promover condições de acesso, de participação e de aprendizagem aos alunos com deficiência”, declarou.

O projeto Trilhas Potiguares na Escola pretende refletir com professores e alunos sobre as práticas de combate à exclusão, além de fomentar entre os participantes a cultura da inclusão. Tem a diretção da Pró-Reitoria de Extensão e a orientação permanente da Comissão Permanente de Apoio a Estudantes com Necessidades Educacionais Especiais (Caene).

Os encontros em 2015 deverão acontecer aos sábados em instituições de Ensino Médio da capital potiguar. A ação quer mostrar que pessoas com necessidades especiais são capazes de realizar trabalhos como qualquer outra.

Nenhum comentário:

Postar um comentário