sábado, 24 de janeiro de 2015

Educação do RN: Desempenho no ENEM garante certificado de conclusão a alunos que ainda estão cursando o Ensino Médio

Com informações de Danilo Bezerra

O limite imposto de conclusão com aprovação nos 03 anos do Ensino Médio para a obtenção do certificado e consequente aptidão para buscar uma vaga no Ensino Superior já não é mais absoluto. Os estudantes que obtiveram resultado considerado satisfatório no ENEM, mas ainda estão cursando os anos seriados do Ensino Médio, já podem requerer o certificado de conclusão do Nível Médio por meio da nota obtida na avaliação. O procedimento, oferecido pela Secretaria da Educação do RN e pelo Instituto Federal do Rio Grande do Norte, é feito somente quando o estudante assinala o desejo de obter o diploma por meio do Enem no ato de inscrição da prova.

Conforme o Edital Nº 12 do INEP/MEC de 08 de março de 2014 e da Portaria Nº 144 do INEP de 24 de maio de 2012, os estudantes que completaram 18 anos no 1º dia da avaliação do Enem 2014 podem retirar o diploma de conclusão do Ensino Médio sem a necessidade de terem concluído os três anos de ensino. Para isso o candidato deve ter alcançado a nota mínima de 450,00 pontos nas áreas de Ciências da Natureza, Ciências Humanas, Matemática e Linguagem, códigos e suas tecnologias e obtido no mínimo 500,00 pontos da redação. 

A documentação necessária para dar entrada no diploma consiste nas cópias do RG, CPF e do comprovante de residência. Além desses é necessário apresentar o boletim do Enem que comprovará as notas alcançadas na avaliação. Os interessados devem entregar toda a documentação na sala da Subcoordenadoria de Educação de Jovens e Adultos (SUEJA), que fica na sala 25, segundo bloco da Secretaria de Estado da Educação e Cultura em Lagoa Nova. O prazo máximo de entrega do certificado é de três dias úteis.

Quando o estudante não alcança a nota mínima para obtenção do diploma mas, deseja ter o benefício é possível receber o certificado de conclusão do Ensino Médio utilizando as notas do exame, porém ele terá de ser avaliado por uma banca.

Nenhum comentário:

Postar um comentário