Pular para o conteúdo principal

Educação do RN: Estudantes do Atheneu fazem rádio moderna e levam música e informação ao ambiente escolar

Estudantes comunicadores da Rádio Conexão Atheneu
A comunicação do rádio continua viva e capaz de contagiar os mais diferentes públicos. É também fator de mobilização e de protagonismo juvenil. Grande exemplo disso é o que acontece nas dependências de uma das mais emblemáticas e tradicionais escolas do Rio Grande do Norte, o Colégio Atheneu Norteriograndense, localizado no bairro de Petrópolis, em Natal.

Feita por estudantes, uma rádio com padrão FM vem movimentando os turnos matutino e vespertino da tradicional escola estadual. A Rádio Conexão Atheneu vai ao ar nos períodos de intervalo pela manhã e à tarde, e no horário do meio dia. O objetivo dos jovens estudantes é levar informação, opinião dos alunos e música a toda a comunidade escolar.

A Rádio Conexão Atheneu tem duas equipes em ação, uma no período matutino e outra no vespertino, e conta com doze alunos atuando nos serviços de locução e mesa de áudio.

A programação tem seleção musical escolhida pelo alunado do Colégio através de pedidos feitos pelas redes sociais, informes com ênfase no noticiário do país e entrevistas com pessoas ligadas a escola. Por sua capacidade de arregimentação, a Rádio Conexão Atheneu também divulga e promove eventos de caráter cultural, festivo e esportivo.

A experiência real do rádio no Ateneu
(fotos: Danilo Bezerra)
O estúdio, pequeno e dentro do moderno padrão do rádio FM, fica nas dependências do Colégio Atheneu, no bairro de Petrópolis, em Natal. A instalação da emissora faz parte do Programa Ensino Médio Inovador executado pela Secretaria de Educação e Cultura (SEEC), representando investimentos da ordem de R$ 10 mil na compra de modernos equipamentos como microfone profissional, computador com potente placa de áudio, potente amplificador e mesa de som profissional.

O desenvolvimento das atividades da rádio provocou nos alunos uma nova forma de enxergar a comunicação como instrumento de aprendizado, como relata Jhony Hericles, 18, estudante do segundo ano do Ensino Médio: “A rádio tem proporcionado experiências que jamais vivi. Tenho certeza que a passagem pela rádio contribuirá com a construção do meu conhecimento escolar”. Jhony, que é locutor, pretende cursar gastronomia, e usará a oralidade que conquistou na rádio para o melhor atendimento de seus futuros clientes.

A Rádio Conexão Atheneu conta com um amplo sistema de som, composto por caixas sonoras espalhadas em todos os ambientes do colégio. O estúdio fica localizado próximo ao hall de entrada da instituição e conta com mesa de som, microfones e central de veiculação de músicas, trilhas e vinhetas. A rádio é supervisionada por dois professores: Suely Barbosa, docente de física, e Arildo Gomes, geografia. Eles ajudam os estudantes com oficinas que apresentam a história do rádio, técnicas de locução, operação de mesa e seleção de conteúdo para programa radiofônico.

Todos os semestres ocorrem à escolha de novos participantes da rádio. Cursando entre o 1º e o 3º ano do Ensino Médio, os estudantes Leonardo Santos (17), Thiago Carvalho (19), José Tavares (19), Márcia Stefany (15) e Evandro Andrade (18) fazem parte da equipe da "Conexão Atheneu", e vivem a experiência do rádio no ambiente escolar no período matutino.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

UFRN: Professora Selma Jerônimo recebe prêmio da Universidade de Iowa nos Estados Unidos

Trabalho de pesquisas desenvolvido pela professora Selma Jerônimo, da  Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN) na área de saúde pública, foi contemplado com o prêmio internacional Impact Award, concedido pela Universidade de Iowa, dos Estados Unidos. O prêmio é destinado à profissionais ou às instituições que colaboram com a Universidade de Iowa na construção de conhecimentos voltados para programas sociais que melhorem a vida das pessoas. Professora Selma Jerônimo A pesquisadora Selma Jerônimo, diretora do Instituto de Medicina Tropical da UFRN, é parceira da Universidade de Iowa desde o ano de 1996. Ela lembra a importância que está tendo o conhecimento gerado no próprio Instituto, na Escola Maternidade Januário Cicco, no Centro de Biologia da UFRN e no Departamento de Infectologia do Hospital Gizelda Trigueiro, para melhorar a vida das pessoas no Rio Grande do Norte. “A contribuição diária do IMT, MJEC, CB e do Departamento de Infectologia do HGT quebra o cic

Moacir de Lucena: o semeador de escolas

Moacir de Lucena e família em solenidade da UFRN (outubro de 2003) Matéria publicada na edição de novembro da Revista Foco English version Professor, tipógrafo, juiz, advogado, músico, jornaleiro, poeta, normalista, chefe escoteiro, esportista, animador cultural, educador itinerante.  Em sua trajetória de 100 anos de vida pelo Rio Grande do Norte, o oestano filho de Martins, Moacir de Lucena, procurou ser, acima de tudo, um servidor na luta pelo progresso social das pessoas. Desde cedo entendeu que esse progresso social só chegaria pela via da Educação.  Neste campo, de forma inovadora criou um método próprio de alfabetização com resultados concretos junto aos estudantes. Método que depois foi empregado com estardalhaço por Paulo Freire. Mas, Moacir de Lucena chegou antes, sem estardalhaço, sem propaganda, mas com a luminosidade das coisas feitas e da transformação extraordinária do analfabeto em alfabetizado. Entre as tentativas de definir Moacir de Lucena, seu filho L

7º SEL: UFRN prepara grande evento de Educação e Leitura para novembro

Reunião com a reitora sobre o 7º  SEL Matéria atualizada às 12h30 desta quinta-feira (2) Estão adiantados os preparativos para o 7º Seminário Educação e Leitura da Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN), um dos maiores eventos no gênero no país. O 7º Seminário Educação e Leitura (SEL) acontece de 11 a 14 de novembro no Centro de Convenções do Praiamar Natal Hotel, em Ponta Negra, e deverá reunir mais de 1.000 participantes de todas as regiões do Rio Grande do Norte e de várias partes do Brasil. Em reunião ocorrida na manhã desta quinta-feira (2) a reitora da UFRN, Ângela Paiva garantiu total apoio ao evento. Participaram da reunião no gabinete da reitoria, a professora Marly Amarilha, a diretora do Centro de Educação da UFRN, Márcia Gurgel, e a professora Ângela Naschold, da equipe de organização do Seminário. As inscrições estão abertas a partir desta quarta-feira (01) para ouvintes e para apresentação de trabalho ou oferta de minicurso.  Equipe do Se