terça-feira, 19 de janeiro de 2016

Moacir de Lucena: O adeus do semeador de escolas

Moacir de Lucena e família
Moacir de Lucena, professor, juiz de direito, escritor e poeta, falece aos 103 anos de idade. Homem dedicado à Educação, Moacir de Lucena foi um peregrino pelas estradas, pelos municípios e pelas escolas públicas do Rio Grande do Norte. Sempre buscando ser o que não era bem visto pelos políticos, um bom professor, Moacir era constantemente perseguido por exercer bem sua profissão de educador.

Moacir de Lucena era provavelmente, de acordo com informações de seu filho, professor Liacir Lucena, o magistrado (aposentado) mais idoso do Brasil. Foi fundador do Instituto Cultural do Oeste Potiguar (ICOP) e era membro da UBE-RN.

Neste Anote RN, Moacir de Lucena é o protagonista de uma das matérias sobre educação mais acessadas do país. Matéria que pode ser acessada pelo seguinte link.

sexta-feira, 15 de janeiro de 2016

Acre "inova" na Educação com disciplina sobre politicagem e conscientização contra a corrupção

O Acre deverá ter uma novidade em sua educação em 2016. Irá estrear uma nova disciplina no ensino fundamental e de nível médio, que tratará da corrupção na política. A disciplina que chega às escolas públicas e privadas, por ordem de lei votada e aprovada por sua assembleia legislativa, se chamará "Política, politicagem e conscientização contra a corrupção". É de autoria do deputado Jairo Carvalho e foi sancionada pelo governador Tião Viana.

A medida abraçada pelas autoridades do Acre é mais uma que se soma ao que vem definindo a educação brasileira nas últimas décadas, a corrida para o modismo e para os clichês. Se a situação indica a necessidade de uma sociedade vigilante aos malefícios da corrupção, lá vai à educação, casuisticamente, junta, com o seu factóide.

Nem o mais otimista dos legisladores do Acre irá esperar que uma nova disciplina, mais uma, no ensino básico, venha a influenciar decisivamente no combate à corrupção que se alastra pelo país. Trata-se de uma inventiva que pode ser vista, apenas de início, com simpatia pela população.

Por outro lado, a abordagem de assuntos como política, politicagem, e combate à corrupção, pode, e deve, ser desenvolvida pelas disciplinas já vigentes no ensino médio e presentes na academia e na história do conhecimento ocidental – a Filosofia e a Sociologia.

Na Filosofia, o estudante tem acesso ao estudo da ética na sociedade e na política. Na Sociologia, tem acesso à discussão e ao estudo de como essa ética é aplicada na vida prática de cada um e da sociedade. Se isso não está acontecendo, é um problema da própria educação que fez a escolha por uma burocratização que consegue engessar até mesmo disciplinas como Sociologia e Filosofia, e torná-las à margem do que acontece na sociedade.

sexta-feira, 8 de janeiro de 2016

Educação do RN tem concurso público para professor e especialista neste domingo (10)

Concurso reúne mais de 48 mil candidatos
Por Danilo Bezerra

Mais de 48 mil candidatos realizarão as provas para o concurso público de contratação de professores e especialistas efetivos neste domingo (10). As provas acontecem em 16 cidades pólos compreendendo todas as regiões do Rio Grande do Norte.

Com a realização do concurso, 1400 profissionais da educação serão contratados em caráter efetivo para os quadros da Secretaria da Educação do RN, com jornada de trabalho de 40 horas e recebendo um salário inicial de R$ 2.013, independente da função escolhida pelo candidato. O concurso contempla todas as disciplinas que compõem a atual estrutura curricular da Educação do RN.

O concurso é realizado pelas secretarias da Educação e de Administração e Recursos Humanos do RN. A subsecretária de Recursos Humanos do RN, Flávia Lisboa, é responsável pela comissão organizadora do concurso. Ela acompanha todos os procedimentos necessários para a realização das provas e divulgação dos resultados: “Os candidatos devem chegar com 60 minutos de antecedência aos locais de prova, portando documentos de identificação, cartão de inscrição e caneta azul ou preta feita em material transparente e de ponta grossa”.

Os candidatos podem ter acesso ao Cartão de Confirmação de Inscrição por meio do site do Instituto de Desenvolvimento Educacional, Cultural e Assistencial Nacional (Idecam), entidade responsável pela realização do concurso público. As provas objetivas de múltipla escolha terão duração de 4 horas, sendo realizadas em dois turnos: um matutino, de 8h às 12h, e um vespertino, de 14h às 18h.

Farão a prova no horário da manhã os candidatos concorrentes às seguintes vagas: especialistas de educação; língua portuguesa; música; educação especial (intérprete/tradutor de libras); educação especial (libras); pedagogia (educação especial) e ensino religioso. No período da tarde, farão as provas os candidatos das disciplinas de arte; biologia; educação física; filosofia; física; geografia; história; espanhol; inglês; matemática; pedagogia (anos iniciais); química e sociologia.

A disputa entre os candidatos chega a passar dos 100 inscritos por vaga em algumas regiões do Estado. O maior número registrado é paras vagas de pedagogia (anos inicias) com atuação na 2ª Diretoria Regional de Educação e Cultura (Dired), em Parnamirim: 183 candidatos por vaga.

Situação parecida ocorre no interior do Estado. Em Umarizal, a média registrada para pedagogia é de 61 candidatos por vaga. Maria do Socorro Paiva, 45 anos, que prestará concurso para uma das vagas de pedagogia destinadas a 14ª Direc (Umarizal), tem expectativa positiva. “Estou ansiosa. É um sonho meu trabalhar no Estado. Tenho a esperança de fazer uma boa prova”, declarou.

As provas serão realizadas nos municípios de Natal, Parnamirim, Nova Cruz, São Paulo do Potengi, Ceará-Mirim, Macau, Santa Cruz, Angicos, Currais Novos, Caicó, Assu, Mossoró, Apodi, Umarizal, Pau dos Ferros e João Câmara. A divulgação do gabarito oficial será no dia 11 deste mês a partir das 16h e o período de recursos começa no dia seguinte, 12, e terá duração de dois dias. O resultado final deverá ser conhecido no final de janeiro.

terça-feira, 5 de janeiro de 2016

Mossoró: Poço profundo da Ufersa terá importância para realização de pesquisas agrárias

O poço profundo instalado nas terras da Fazenda Experimental da Universidade Federal Rural do Semi-Árido (Ufersa), na cidade de Mossoró, será importante para o desenvolvimento de pesquisas agrárias, algumas já em andamento, que estão sendo realizadas pela instituição.

O poço, inaugurado no final de novembro último, representa investimentos da Ufersa da ordem de R$ 2,3 milhões, e tem captação de água a uma profundidade de 860 metros. Sua vazão é de 82 metros cúbicos de água por hora, podendo chegar até a 100 metros cúbicos por hora, dependendo da potência da bomba d'água empregada. 

Poço profundo da Ufersa para captação de água
A fazenda experimental da Ufersa tem atualmente 5 hectares de plantação irrigada. A previsão é de que já nos meses iniciais deste ano de 2016 essa área venha a aumentar para 32 hectares.

Além da entrega do novo poço, a Ufersa oficializou a concessão de uso de um outro poço já existente na fazenda para a Prefeitura de Mossoró. O Termo de Concessão, assinado pelo reitor e pelo prefeito Francisco José Júnior, dá ao município o direito de captar a água do poço antigo da Ufersa para atender as famílias das comunidades ao redor da fazenda. A universidade construiu casa de bomba, montou reservatório de 20 mil litros e instalou cercas. Em contrapartida, a prefeitura terá a missão de pagar a energia elétrica e cuidar da manutenção do espaço. Uma despesa de cerca de R$ 15 mil por mês.

O antigo poço tem uma profundidade de 769 metros e uma vazão de 38 metros cúbicos de água por hora. Água potável agora de uso exclusivo para o consumo dos moradores da região. O poço beneficia 3 mil pessoas de 9 comunidade e de 1 assentamento rural.