domingo, 31 de julho de 2016

Além dos gramados: Ferroviária de Araraquara desenvolve sua biblioteca para jogadores e comunidade

A Ferroviária de Araraquara, tradicional clube de futebol que disputa o campeonato paulista, tem avançado no incentivo e na oferta de oportunidades de leitura a seus jogadores e a comunidade. Com o projeto Biblioteca Ferroviária, o clube busca estimular a seus jovens atletas, prioridade absoluta na agremiação, a valorização da aquisição do conhecimento e a uma postura crítica com relação a realidade pela via da leitura.

Atletas despertam para os livros
Com o projeto Biblioteca Ferroviária, a coordenação e as comissões técnicas da agremiação esperam contribuir para a formação de atletas conscientes com capacidade da avançar para uma aprendizagem que ultrapasse os limites do gramado.

“Percebemos que os jogadores tinham interesse pela leitura. Emprestamos alguns livros e vimos que a receptividade era boa. Ao contrário do que as pessoas pensam, os atletas gostam de ler e se interessam pela literatura”. Conta o coordenador geral de base do clube, Roberto Braga.

O projeto tem avançado também com a conquista de parceiros e de colaboradores que acreditam na ideia que valoriza tanto ao livro e a leitura quanto aos próprios jovens atletas. Hoje, a biblioteca já possui um bom acervo de livros e bibliografias.

Notícia produzida utilizando informações da Associação Ferroviária de Esportes (AFE), conhecida como Ferroviária de Araraquara, do interior de São Paulo.

sexta-feira, 22 de julho de 2016

Escola estadual mostra força no Handebol e representa RN nos jogos brasileiros

Atletas de Handebol da Escola Celso Cicco
(Foto: Marlio Forte)
Por Jorge Ivan Barbosa

Pela primeira vez na história do handebol do Rio Grande do Norte duas escolas públicas representam o Estado nos Jogos Escolares da Juventude que acontecem no mês de setembro, em João Pessoa, PB.

A Escola Estadual Monsenhor Celso Cicco, localizada no município de Ceará Mirim, tem se destacado como força no Handebol do RN e marca presença na maior competição do desporto escolar brasileiro. Treinada pelo professor Flávio Tinoco, há mais de dois anos, o time masculino da Escola foi campeão dos Juverns (Jogos da Juventude Escolar do RN), edição 2016, na categoria de 12 a 14 anos, suplantando com largos escores colégios privados e públicos.

Os Jogos da Juventude serão realizados em João Pessoa entre os dias 20 e 29 de setembro. A competição reúne alunos/atletas de instituições de ensino públicas e privadas de todo o país. Considerando as fases seletivas, os números chegam a mais de dois milhões de atletas e cerca de quatro mil participantes.

Para o treinador de Handebol da Escola Monsenhor Celso Cicco, professor Fábio Tinoco, a meta da equipe é fazer uma boa campanha em João Pessoa. “Estamos treinando dois dias por semana (quintas e sextas feiras) na preparação para o torneio”, disse. Fábio Tinoco acrescentou ainda que o Handebol é hoje o segundo esporte mais praticado pelos alunos nas escolas e Universidade.

Genilson Morais da Silva, 14 anos, atleta/aluno da equipe de Handebol da Escolar Monsenhor Celso Cicco, em pleno ritmo de treinamento espera evoluir mais ainda na competição e representar com sucesso o Rio Grande do Norte. Genilson Morais pratica o Handebol há cinco anos.

 A vice-diretora da Escola Monsenhor Celso Cicco, Ana Cristina de Lima, 49 anos, disse que a conquista do título e o trabalho desenvolvido pela equipe de Handebol estimulam a revitalização do esporte na escola. Por sua vez, a secretária de Educação do RN , Cláudia Santa Rosa, considera que a conquista obtida pelos atletas/alunos evidencia os valores e os talentos que existem  na escola pública.

A outra instituição pública que estará representando o RN nas competições de Handebol nos Jogos Escolares da Juventude é a Escola Municipal Francisco Gomes Pinto, localizada na cidade de Viçosa. A instituição enviará uma equipe feminina da mesma categoria do Monsenhor Celso Cicco (12 a 14 anos).

Na primeira fase dos Jogos Escolares da Juventude, o Rio Grande do Norte fará parte da chave “A” do torneio de Handebol masculino, juntamente com Mato Grosso, Roraima e Pará, enquanto a chave “B” será integrado pelos estados da Paraíba, Santa Catarina, Rio de Janeiro e Pernambuco. Classificam-se para a fase decisiva do torneio, os dois melhores de cada grupo.

sábado, 16 de julho de 2016

Escola Manoel Dantas: Referência em participação dos alunos e prática pedagógica que privilegia o conhecimento

Conselho de alunos tem voz no ambiente escolar

Por Danilo Bezerra

Estimular as potencialidades dos alunos e investir em uma educação participativa, duas vertentes fundamentais que estão presentes no cotidiano da Escola Estadual Manoel Dantas. Após um ano da reabertura da instituição pelo Governo do RN, a Escola apresenta resultados promissores na educação básica por meio de ações pedagógicas alinhadas com a comunidade escolar e um projeto que abrange a educação de tempo integral.

Localizada em Natal, a Escola Manoel Dantas faz parte do cenário urbano do bairro do Tirol. Todos os dias, ela recebe estudantes vindos dos mais diferentes bairros para uma jornada de ensino que começa às 7h e segue até as 16h. Como conta a diretora da instituição, a professora Ana Lúcia Trindade: “Muitos dos nossos estudantes fazem sua primeira refeição do dia na escola. Então, logo cedo, nos preocupamos em fazer com que a experiência dos estudantes seja a melhor possível, uma vez que eles passam mais tempo aqui do que em casa”.

Os alunos são divididos por níveis de conhecimento, observando o desenvolvimento e aprendizado do educando. Os cinco níveis recebem no âmbito escolar as denominações de "amor", "sementes da fé", "velozes", "baú do conhecimento" e "estudar para vencer". Cada um desses níveis compreende uma etapa de ensino definida pelo projeto pedagógico da escola. “Nessas turmas existem alunos dos cinco primeiros anos da educação infantil. Eles são divididos pelos conhecimentos que cada um desenvolve ao longo do ano”, destacou Maira Pereira Teixeira, coordenadora pedagógica da Escola Manoel Dantas.

Por ser uma das escolas que ofertam educação de tempo integral, os alunos têm dois turnos de atividades, que vão das aulas de português, matemática, ciências, à atividades campais, como prática de esportes, cuidado com animais em sítio localizado nos fundos da escola e atividades físicas.

Avanço no ensino com ênfase no conhecimento
Todo o cotidiano da escola é discutido com pais, professores, gestores e os alunos, que atuam por meio das assembleias estudantis. Quinzenalmente todos os estudantes reúnem-se em assembleia para discutirem quais melhorias, deveres e sugestões devem ser encaminhadas para a direção da escola. “Todos participam de forma calorosa, propondo e debatendo desde maneiras de manter a escola limpa ao destino do que é arrecadado com a produção do sitio da escola”, lembra Francisca Rosa de Melo, vice-diretora da instituição.

Os avanços e a integração com a comunidade são acompanhados de perto pelos pais de alunos. Sandra Batista de Morais Dias, moradora no bairro de Cidade Satélite, mãe da aluna Ana Beatriz Morais Dias, 10 anos, cursando o 2º ano do Fundamental, é um exemplo vivo do exitoso processo de interação. Sandra Batista trabalha durante o dia em uma empresa localizada na Avenida Rodrigues Alves, nas proximidades da Escola Manoel Dantas. No período em que não está na empresa, Sandra é uma das mais efetivas colaboradoras no cotidiano escolar. “Gosto da Escola, da dedicação das pessoas, e do método que estão ensinando com a integração com as crianças. Minha filha era uma menina parada, que agora está ficando desenrolada”, afirma Sandra.

Sua filha, Ana Beatriz Morais Dias, conhecida como Bia, também revela satisfação em fazer parte do ambiente escolar da “Manoel Dantas”. “Gosto da Escolar porque ela oferece várias coisas boas”, diz.

A satisfação de Ana Beatriz é sentida por vários outros estudantes. Tiago Rosa de Souza, 12 anos, aluno do 5º ano, destaca a amizade com os colegas e a importância dos professores. “Gosto da Escola porque tem bons professores e colegas para conhecer e brincar”, conta. Victor Santos da Costa, 9 anos, 4º nível, fala da possibilidade da prática de esporte e do tratamento que recebe no ambiente escolar. “A escola oferece esporte, carinho, novos colegas. Também gosto dos professores”, diz. Claudionor Santos Neto, 9 anos, aluno do 4º ano, ressalta os passeios promovidos. “A escola é boa, tem passeios e brincadeiras”, conta.

Histórico

Criada há mais de 50 anos, a Escola Estadual Manoel Dantas, recebeu este nome em homenagem ao educador caicoense pioneiro no ensino agrícola no Rio Grande do Norte. Em setembro de 2014, o colégio recebeu a notícia que seria fechado, mas atento as reivindicações da escola, a gestão do governador Robinson Faria, iniciada em janeiro de 2015, decidiu por manter vivo o ensino daquela instituição.

Com 123 alunos matriculados, a escola oferece ensino em tempo integral. Possuindo cincos salas de aulas, uma sala de multiuso, laboratório de informática e uma biblioteca, a Escola Manoel Dantas, na última edição do Provinha Brasil, obteve nota oito em Língua Portuguesa e nota nove em Matemática.

A articuladora Maria das Dores Dantas Arruda, 60 anos, estava prestes a se aposentar da carreira de professora, mas decidiu ficar e apostar no novo projeto pedagógico da escola. Ela estava trabalhando desde 2009 no colégio. O novo projeto da escola vem dando tão certo que muitas pessoas procuraram o colégio para efetuarem uma reserva por uma vaga.

sábado, 9 de julho de 2016

Esporte Escolar: Aluno da rede estadual representa o RN em Campeonato Mundial na Turquia

Por Jorge Ivan Barbosa e Danilo Bezerra

O atleta da Escola Estadual João Tibúrcio, de Goianinha, Gilvandson Nascimento, 17 anos, representa o Rio Grande do Norte e o Brasil no Campeonato Mundial Escolar (Gymnasiade), que acontece de 10 a 18 deste mês na cidade de Trabzon, na Turquia. Gilvandson é atleta de lançamento de dardo, aluno do segundo ano do ensino médio, da Escola Estadual João Tibúrcio, e único em toda a região Nordeste a disputar em sua modalidade o Campeonato Mundial Escolar. A Gymnasiade terá a participação de milhares de atletas na faixa etária de 15 a 17 anos de idade. 

Gilvandson Nascimento foi recebido na manhã desta quarta-feira (06) pela secretária da Educação do RN, Cláudia Santa Rosa, acompanhado do coordenador de Desportos da SEEC, Gileno Souto, e de seu treinador, Juscelino Souza. A reunião aconteceu nas dependências do gabinete da SEEC, no Centro Administrativo do Estado, em Natal. A professora Cláudia Santa Rosa parabenizou o estudante e fez votos de boa viagem e competição. “Devemos incentivar cada vez mais os nossos alunos no esporte. É um orgulho ter um estudante da Rede Estadual competindo com atletas do mundo todo”, destacou a titular da Educação. 

A classificação de Gilvandson Nascimento foi obtida pelo seu ótimo desempenho em competição nacional realizada em maio deste ano, em Belo Horizonte, na qual foram selecionados os atletas que irão representar o Brasil no Campeonato Mundial Escolar na Turquia. 

Gilvandson Nascimento e Cláudia Santa Rosa
O atleta viaja para a cidade turca no dia 10, acompanhado do coordenador de Desporto da SEEC, Gileno Souto, que irá como delegado da equipe brasileira de atletismo durante a competição, A delegação é composta de 68 atletas, sendo 34 no masculino e 34 na categoria feminina. 

Gilvandson está há sete anos no atletismo, e desde meados de 2014 é especialista em lançamento de dardo. Nas competições locais o atleta tem se destacado ocupando a primeira posição há três anos nas modalidades de lançamento de dardo, arremesso de dardo e salto em altura. Com três horas diárias de treino e mais duas horas de academia e os estudos, o atleta tem pela frente uma perspectiva de futuro promissor no esporte. O técnico Juscelino Souza destaca a força do atletismo como mobilizador da juventude por ser um esporte de inclusão e sem custo para o atleta. A modalidade se divide em arremessos, lançamentos, saltos, revezamento e corrida com obstáculos.

A diretora da Escola Estadual João Tiburcio, Maria Goretti Rodrigues Monteiro, ressalta que a vitória de Gilvandson no esporte serve de lição para os demais alunos, contribuindo para que eles não sejam levados às drogas, e representa um exemplo para a sociedade na qual vivemos. A equipe de atletismo da escola é formada por 25 atletas, e a equipe feminina tem se destacado em termos estaduais e nacionais, representando, inclusive o Brasil, numa competição no ano de 2016 na cidade de Malta, na Espanha.

sexta-feira, 1 de julho de 2016

Programa Jovem Senador mobiliza estudantes de escolas de Ensino Médio do RN

Estudantes no plenário do Senado Federal
Por Danilo Bezerra

O Concurso de Redação do Senado Federal, que chega a sua 9ª edição, consolida-se como um dos programas de participação cidadã e política com maior adesão de alunos na rede estadual de educação. Prova disso são os inúmeros textos produzidos por estudantes de todas as regiões do RN e das atividades relacionadas ao certame. O concurso faz parte do Programa Senado Jovem Brasileiro.

O tema desta edição faz referência ao ano olímpico que o Brasil vive: ‘Esporte: educação e inclusão’. O Senado Federal envia para as escolas todo o material de divulgação, dessa forma os professores podem trabalhar, em sala de aula, as temáticas ligadas ao tema do concurso. Isso serve de preparação para a escrita da redação.

Para mobilizar as escolas, a Secretaria de Estado da Educação e da Cultura do RN, por meio da Subcoordenadoria de Ensino Médio, criou o projeto "Dia S". Entre os dias 4 a 8 de julho, estudantes das 284 escolas de ensino médio da rede pública estadual irão produzir redações dissertativa-argumentativa com base nas orientações dadas pelo material que o Senado Federal preparou para cada escola.

As instituições de ensino devem escolher um texto que representará a escola na próxima etapa do concurso que é a seletiva realizada pela diretoria regional de educação. Por sua vez, a diretoria formará uma banca para serem escolhidos três textos que representarão a regional na etapa estadual do concurso. Nessa etapa, as diretorias virão premiar, em solenidade, os estudantes autores dos melhores textos.

Vencidas as etapas locais e regionais, 48 textos serão examinados por uma banca composta por professores de língua portuguesa que escolherão os três melhores textos e estes representarão o Rio Grande do Norte na etapa estadual do concurso. As diretorias regionais de educação devem enviar os textos para a SEEC até o dia 19 de agosto. O Senado Federal é o órgão que escolherá o vencedor estadual e, por sua vez, esse estudante torna-se o Jovem Senador do RN.

O programa Jovem Senador é uma oportunidade para que os alunos da rede estadual de educação possam desenvolver suas habilidades estudantis, como lembra a professora Véra Reis, coordenadora estadual do programa: “O concurso permite ao jovem trabalhar sua argumentação crítica, como ele vê e sente a temática, e o insere no contexto de competências de leitura e escrita que é tão importante no momento escolar que vive, o ensino médio”, ressalta a coordenadora.

Durante os dias 28 de novembro a 2 de dezembro, 27 estudantes de todo o país tornam-se os jovens senadores da República, dando início aos trabalhos do Jovem Senador. No período, os estudantes vivenciarão, na prática, como são feitas as atividades legislativas, participarão de comissões da Casa Legislativa e discutirão no plenário do Senado leis criadas por eles e que poderão fazer parte do dia a dia de todos os brasileiros. “É uma experiência que mudou minha visão sobre a política. Nós podemos mudar nossa comunidade por ações articuladas com a sociedade. Eu vivi isso em Brasília”, destaca a estudante Ingrid Caroline, a jovem senadora do RN na edição 2015 do certame.

Após todo esse processo, no dia 13 de dezembro, o estudante-autor da melhor redação da sua diretoria regional de Educação será premiado com medalha, certificado e um tablet em cerimônia a ser realizada na Secretaria de Estado da Educação e da Cultura do RN.